Donos e dirigentes do United bancam permanência de Solskjaer

Apesar do vexame contra o Burnley no Old Trafford, vaias da torcida e crítica de especialistas, norueguês ganha sobrevida no cargo como treinador

Lance

Lance

Lance

O técnico do Manchester United, Ole Gunnar Solskjaer, se mantém no cargo e não será demitido mesmo após a derrota no Old Trafford para o Burnley por 2 a 0. A família Glazer, dona do clube, e Ed Woodward, vice-presidente executivo, estão bancando a permanência do norueguês no comando apesar do time ter a menor pontuação no Campeonato Inglês até a 24ª rodada nos últimos 30 anos de sua história.

Até nas casas de aposta, Solskjaer é o favorito para ser o próximo treinador demitido da Premier League. Vaias e gritos contra os donos, dirigentes e comandante dos Red Devils foram ouvidos durante a péssima apresentação do time mandante. O ex-jogador e comentarista, Rio Ferdinand, se disse envergonhado aos microfones da “BT Sports” após o jogo.

- Não tem como defender isso. Torcedores estão saindo antes do final da partida. As pessoas de cima precisam ver isso e fazer mudanças. Crianças nas escolas por todo o país não estarão vestindo a camisa do Manchester United, eles não esperam vir aqui e ver isso.

Em entrevista ao final da partida, o técnico do gigante inglês tentou amenizar o momento.

- Eu entendo que os torcedores estejam desapontados com essa má fase. Temos que nos ater aos nossos valores e não sentir pena de nós mesmos.

O United não perdia para o Burnley no Old Trafford desde 1962. Desde que o norueguês chegou no comando técnico de Manchester, o clube soma um total de 19 vitórias, 11 empates e 15 derrotas em todas as competições, sendo 12 reveses no Campeonato Inglês. A equipe perdeu a segunda partida seguida e vê a Liga dos Campeões cada vez mais distante.