Futebol Diretores da Independente explicam protesto: 'Queremos saber o que está acontecendo no São Paulo'

Diretores da Independente explicam protesto: 'Queremos saber o que está acontecendo no São Paulo'

Torcida protestou em frente ao CT por conta dos maus resultados da equipe. Em entrevista ao programa 'Os Donos da Bola', integrantes da organizada falaram sobre a manifestação

Lance
Lance

Lance

Lance

A manhã desta sexta-feira (22), foi marcada por um protesto de torcedores do São Paulo no CT da Barra Funda. Com faixas, eles pediram as saídas do técnico Fernando Diniz e o meia Daniel Alves, camisa dez e capitão do time.

São Paulo diminui chances pela taça: veja as contas atualizadas para título, G6 e rebaixamento no Brasileirão

Durante o programa 'Os Donos da Bola', da TV Bandeirantes, alguns diretores da Torcida Independente, que organizou o protesto, explicaram alguns motivos que fizeram os torcedores estarem cobrando a diretoria, comissão técnica e jogadores.

SIMULE OS RESULTADOS DO SÃO PAULO NO BRASILEIRÃO

- A nossa indignação é com o time, com o técnico e com a diretoria. Ontem, o Daniel Alves deu uma entrevista falando que o grupo não gostou que saiu um diretor. Mas como que um diretor mexe com um ano todo de trabalho do time? Os jogadores pararam de correr, o treinador não consegue ter o time na mão... Queremos saber o que está acontecendo com o São Paulo - afirmou Gersinho, um dos diretores da Independente.

Vale ressaltar que, na entrevista coletiva concedida ontem, o camisa dez e capitão da equipe, Daniel Alves, afirmou que gostaria da permanência do ex-diretor de futebol, Alexandre Pássaro. Essa questão também foi levantada por Samuca, outro diretor da organizada.

- Sempre apoiamos, até mesmo na derrota para o Grêmio. A gente sabe que os jogadores não estão satisfeitos com a saída do Pássaro. Nós apoiamos eles o ano inteiro, mesmo com algumas eliminações. Agora, faltando dez jogos para terminar o campeonato e estamos doze anos na fila, estamos com maus resultados - afirmou o dirigente.

Em vídeos que circulam nas redes sociais, é possível ver a torcida jogando milhos de pipoca e gritando 'time pipoqueiro'. “Diniz, c****, pede demissão”, “vergonha, vergonha, vergonha, time sem vergonha” e “Daniel Alves, vai se f****, o meu São Paulo não precisa de você” foram alguns cânticos usados pelos torcedores são-paulinos.

O São Paulo vive fase ruim na temporada. Após ser goleado por 5 a 1 para o Internacional no Morumbi, a equipe perdeu a liderança do Campeonato Brasileiro, onde chegou a ter vantagem de sete pontos.

Após a derrota, cresceu a pressão sobre o trabalho do técnico Fernando Diniz, que foi mantido no cargo. Na última quinta-feira, o diretor executivo Raí e o capitão Daniel Alves concederam entrevista coletiva e ressaltaram a confiança que possuem no trabalho do treinador, que dirige o São Paulo desde 2019.

A prova de fogo deve ser contra o Coritiba, no próximo sábado (23), às 19h, no Morumbi, pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro. Uma derrota pode decretar a saída da comissão técnica do São Paulo e agravar a crise.

Últimas