Futebol Defesa se torna ponto forte do Santos de Jesualdo nesta temporada

Defesa se torna ponto forte do Santos de Jesualdo nesta temporada

Setor defensivo do Peixe mostrava evolução com comandante português antes da paralisação. Luan Peres, Veríssimo e Luiz Felipe vêm dando conta do recado 

Lance
Lance

Lance

Lance

Até a pausa do futebol brasileiro, por conta da pandemia do novo coronavírus, o Santos fez 12 partidas, entre Campeonato Paulista e Copa Libertadores. Sob o comando de Jesualdo, o Santos sofreu nove gols em 12 jogos nesta temporada (média de 0,75). Contra 13 gols sofridos no mesmo número de partidas na temporada passada, sob o comando de Sampaoli (média de 1,08).

Em cinco desses doze jogos, a dupla de zaga foi formada com Luan Peres e Luiz Felipe, já que Veríssimo estava fora por lesão. Intocável, Luan foi titular em todas os compromissos do clube até o momento – além dele, apenas o meia Diego Pituca também jogou 100% das partidas do Alvinegro Praiano em 2020.

Com Peres e Luiz na dupla de zaga, o desempenho da equipe é de três vitórias, dois empates, uma derrota com 61% de aproveitamento. Já com Veríssimo, o aproveitamento do time fica em 46%, com duas vitórias, um empate e duas derrotas.

Por um lado, com Veríssimo a defesa santista é mais destruidora e corta (62 a 57) mais bolas, por outro o sistema torna-se muito mais faltoso (16 a 7). Com Luiz Felipe, a zaga, mesmo não sendo tão destrutiva, possui um aproveitamento superior nas disputas, tanto pelo chão, quanto aéreas (65% a 52%).

Com esses dados, uma coisa é certa. O Santos está bem servido na zaga para esta temporada sob o comando de Jesualdo Ferreira.

Últimas