Futebol Corinthians acaba o ano com o pior aproveitamento na Neo Química Arena

Corinthians acaba o ano com o pior aproveitamento na Neo Química Arena

Mesmo com a vitória sobre o Goiás, o Alvinegro encerra 2020 com o pior aproveitamento jogando na Neo Química Arena. Troca de técnicos e falta de torcida são alguns dos fatores

Lance
Lance

Lance

Lance

A vitória contra o Goiás por 2 a 1 foi a última partida disputada pelo Corinthians na Neo Química Arena em 2020. Apesar do resultado positivo e da equipe ter conseguido virar um jogo pela primeira no ano, o desempenho em casa foi abaixo das expectativas.

ATUAÇÕES: Cazares é destaque e comanda o Corinthians para a vitória em casa

Com o resultado contra o Esmeraldino, o Timão chegou a sua décima vitória em casa e obteve 55% de aproveitamento jogando na arena. Esse número representa o pior desempenho do Alvinegro em um ano na Neo Química Arena.

Em 2015, melhor ano do clube em questão de aproveitamento na nova casa, foram 35 jogos, com 26 vitórias, seis empates, três derrotas, e 80% dos pontos conquistados, além do título brasileiro.

Desde então, a performance da equipe jogando em seus domínios caiu, mas jamais havia ficado abaixo de 60% (em 2019, o aproveitamento tinha sido de 61%).

VEJA A CLASSIFICAÇÃO DO CAMPEONATO BRASILEIRO

Um dos fatores para essa marca negativa foi falta de torcida. A pandemia forçou os torcedores a acompanharem o clube apenas de casa. A ausência da torcida pesou financeiramente para o clube, que deixou de arrecadar com bilheteria. Além disso, a Fiel é um trunfo do Corinthians, e sem ela, o clube perdeu a imposição como mandante.

Enquanto teve sua torcida nas arquibancadas, o Corinthians obteve três vitórias, uma derrota e um empate, com aproveitamento de 66,6% em 2020. Com a chegada do coronavírus ao Brasil e os jogos sem público, a média baixou para 51%.

Outro ingrediente que contribuiu para isso foi o fraco trabalho de Tiago Nunes no Timão. Com status de um dos mais promissores técnicos do Brasil, o responsável pelo ótimo trabalho no Athletico-PR errou nas contratações e não foi capaz de cumprir sua promessa de mudar a identidade do Corinthians.

Ainda, é possível colocar nessa equação a insistência com Dyego Coelho como interino e a demora da diretoria em escolher Vagner Mancini como o sucessor. Em sete rodadas com Coelho, o Timão venceu somente uma vez e conquistou 28,3% dos pontos disputados.

Sob a gestão de Mancini, o Alvinegro voltou a praticar bom futebol, com segurança na defesa (um gol sofrido nas últimas cinco partidas), e embalou duas vitórias consecutivas na Neo Química Arena, derrotando o líder e rival, São Paulo, e depois o lanterna do Brasileirão, Goiás.

O primeiro jogo de 2021 do Corinthians será na Neo Química Arena, contra o Fluminense, no dia 13 de janeiro, pelo Brasileirão. Praticamente livre do rebaixamento, o Timão começa o ano de olho na Libertadores e em busca de melhorar o desempenho em casa.

Últimas