Futebol Conselho do Santos confirma reprovação das contas de 2020

Conselho do Santos confirma reprovação das contas de 2020

Parecer do Conselho Fiscal apontou diversos contratos polêmicos assinados na gestão de Orlando Rollo e casos serão analisados pela Comissão de Inquérito e Sindicância (CIS)

Lance
Lance

Lance

Lance

Com 96% dos votos, o Conselho Deliberativo do Santos manteve a reprovação das contas da gestão de 2020 de José Carlos Peres e Orlando Rollo, em reunião realizada na noite desta segunda-feira. O parecer do Conselho Fiscal agora vai para a Comissão de Inquérito e Sindicância (CIS) para análise dos próximos passos.

O Santos apresentou um déficit de R$ 119 milhões em 2020. O parecer do Conselho Fiscal pediu a reprovação das contas e o Conselho Deliberativo já havia aprovado o parecer em reunião realizada na segunda quinzena de abril.

José Carlos Peres e Orlando Rollo tiveram a chance de apresentar a defesa para o Conselho Fiscal, mas os membros do Conselho Fiscal mantiveram o pedido de reprovação e o novo parecer foi acatado pelo Conselho.

José Carlos Peres já foi expulso do clube na reunião desta segunda pelo uso indevido do cartão corporativo.

A situação de Orlando Rollo dependerá do parecer da CIS sobre as contas. Foram apontados diversas irregularidades durante as três meses de gestão, tais como a renovação de contrato com o Santos Tsunami em meio a uma ação judicial da agremiação contra o clube, valores sem justificativa para o projeto do time de basquete, utilização de organograma não autorizado pelo clube, diminuição do número de funcionários, mas aumento na folha de pagamento e acordo com empresa com processo em andamento e sem riscos imediatos ao clube.

Últimas