Futebol Com média de idade abaixo dos 19 anos como desafio, Flamengo estreia Copinha com 'mundo de olho' em joias

Com média de idade abaixo dos 19 anos como desafio, Flamengo estreia Copinha com 'mundo de olho' em joias

Pelo Grupo 29 da Copa SP de Futebol Júnior, o Flamengo enfrenta o Forte (ES) nesta quarta-feira. O técnico Fábio Matias, campeão da última edição, tem um grupo jovem à disposição

Lance

O pontapé inicial da Copa SP de Futebol Júnior para o Flamengo é nesta quarta. Às 21h45, o Rubro-Negro enfrenta o Forte (ES) com um elenco que tem como base o time Sub-17 campeão em 2021. Os Garotos do Ninho entram em campo em busca do penta da Copinha, mas também com a responsabilidade de manterem a tradição do clube em revelar jovens na competição. Algumas joias são conhecidas, como Matheus França, observado por vários clubes europeus.

+ Ao L!, VP da Base do Flamengo faz balanço de 2021: 'Meta foi cumprida'

Nesta edição, jogadores de até 21 anos poderão disputar a Copinha por conta do adiamento da competição em 2020. Contudo, o Flamengo inscreveu um grupo de atletas com média de 18 anos, oito meses e 22 dias - levando em consideração a data de estreia do Rubro-Negro no torneio, no dia 5 de janeiro.

Em entrevista recente ao LANCE!, o técnico Fábio Matias falou sobre a situação de contar com um grupo tão jovem devido à utilização de nomes do Sub-20 no elenco principal, ressaltando a importância desse período de transição na base.

- Estamos cientes disso. O importante é essa transição do Sub-17 para o Sub-20. Muitas vezes, essa transição é das mais difíceis. Temos que tomar muito cuidado em relação às expectativas em cima dos meninos e quanto elas podem ser frustradas. São meninos com um potencial tremendo, mas que precisam ser avaliados e têm três anos de categoria ainda. Tem aqueles que nem passam pelo Sub-20 e aqueles que precisam ficar na categoria para desenvolver alguns aspectos - afirmou o técnico do Sub-20 do Flamengo. Veja a entrevista abaixo!

Matheus França é uma das joias (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)

AS JOIAS DO NINHO DO URUBU

Entre os vários talentos formados nas divisões de base do Flamengo, Matheus França, Victor Hugo, Petterson e Mateusão - destaques do Sub-17 em 2021 - despontam como alguns dos nomes mais promissores da categorias que estão inscritos na Copinha. O primeiro, talvez, seja o principal deles, e já desperta o interesse de clubes do exterior, que o estarão acompanhando na competição.

Aos 18 anos, França fez sua estreia entre os profissionais na reta final do Brasileirão de 2021. "Sensação inexplicável", afirmou o meia-atacante que chegou ao clube em 2016 e, no ano passado, renovou seu contrato. O novo vínculo é válido até 2027 e tem multa rescisória recorde: 100 milhões de euros.

O Real Madrid, segundo a imprensa espanhola, já acompanha de perto os passos de Matheus França. A Copinha, uma das maiores vitrines do futebol brasileiro, será a oportunidade dele e dos outros garotos do Ninho repetirem o sucesso de Vinícius Júnior e Lucas Paquetá, por exemplo, que, antes de irem à Europa, deram retorno técnico e financeiro ao time principal do Flamengo.

Últimas