Futebol Com finais continentais no horizonte, Athletico e Flamengo fazem 'tira-teima' em quarto duelo em 30 dias

Com finais continentais no horizonte, Athletico e Flamengo fazem 'tira-teima' em quarto duelo em 30 dias

Nas finais da Sul-Americana e Libertadores, respectivamente, Athletico e Flamengo se enfrentaram três vezes em outubro: uma vitória por 3 a 0 para cada lado e um empate

Lance
Lance

Lance

Lance

Pela quarta vez em 30 dias, Athletico e Flamengo estarão de lados opostos do gramado nesta terça-feira. Adversários "íntimos", os rubro-negros fazem uma espécie de tira-teima, na Arena da Baixada às 16h, em partida atrasada válida pela quarta rodada do Brasileirão. Com as finais continentais no horizonte, os times de Alberto Valentim e Renato Gaúcho tem objetivos distintas no torneio.

Foram três jogos entre as equipes em outubro. O Flamengo levou a melhor no dia 3, vencendo por 3 a 0, no Maracanã, pelo Brasileirão. Na Copa do Brasil, o Athletico levou a melhor: após o empate em 2 a 2, na Arena da Baixada no dia 20, o Furacão venceu por 3 a 0, no Rio, e garantiu-se na final. A partida desta terça, portanto, é a chance dos comandados de Valentim confirmarem a vantagem sobre o rival, enquanto o time de Renato Gaúcho quer "dar o troco".

Além dos confrontos recentes, outro fator mobiliza as equipes: as decisões da Sul-Americana e da Libertadores, respectivamente. O Athletico enfrentará o Red Bul Bragantino, no dia 20, enquanto o Flamengo vai encarar o Palmeiras, no dia 27. As duas finais serão no Estádio Centenario, em Montevidéu (URU). Até lá, os treinadores buscam manter os times saudáveis e em ritmo de jogo.

Até o duelo com o Palmeiras, o Flamengo entrará em campo oito vezes pelo Campeonato Brasileiro, incluindo a partida desta terça, na Arena da Baixada. O Furacão, por sua vez, disputará cinco rodadas até a final contra o Bragantino.

Se Alberto Valentim tem todo elenco à disposição para o confronto que abre o decisivo mês de novembro, com exceção de Zé Ivaldo, suspenso, Renato Gaúcho não conta com Arrascaeta, David Luiz, Rodrigo Caio, Pedro, Diego Ribas e Filipe Luís, todos entregues ao DM, em diferentes estágios de recuperação.

Com as finais continentais no horizonte, o Flamengo segue na perseguição ao líder Atlético-MG, enquanto o Athletico, que não vence há cinco rodadas no Brasileirão, já olha com preocupação para o Z4: com 34 pontos, está a quatro pontos de distância do Sport, primeiro time dentro da zona de rebaixamento.

Últimas