'Com Diniz, estou aprendendo coisas que não imaginava', diz Juanfran

Em entrevista por chamada de vídeo, lateral-direito espanhol diz à TV oficial do clube que Fernando Diniz é como um pai e garante que o time voltará ainda melhor

Lance

Lance

Lance

Juanfran reforçou os constantes elogios do elenco do São Paulo ao técnico Fernando Diniz. Em entrevista por chamada de vídeo à SPFCtv, o lateral-direito espanhol disse que o enxerga como um pai e garantiu que a equipe voltará ainda mais forte da pausa forçada dos campeonatos.

- Ele (Fernando Diniz) está sempre muito perto de você. Ele se interessa pela sua família, quer saber como estão as coisas em casa, é como um pai. E tem uma visão de futebol muito boa, com conceitos muito bons. E não só ofensivos, mas também defensivos. Venho de um dos melhores do mundo, que é o Simeone, e Fernando também valoriza muito o trabalho defensivo que o Simeone faz. Com ele estou aprendendo coisas que não imaginava que aprenderia com 35 anos, tendo começado a jogar futebol com 20 anos - disse.

- Fiquem tranquilos que o time vai voltar mais forte ainda. Que esse ano vamos ser campeões juntos.

Na entrevista, o espanhol lembrou da vitória por 3 a 0 sobre a LDU, sua estreia no Morumbi pela Libertadores. O vídeo conta com uma mensagem de seu filho, Oliver Torres.

- Foi muito especial. Me emocionou muito a recepção quando chegamos com o ônibus ao Morumbi. Você percebe que a Libertadores tem um ingrediente especial para a torcida. É uma noite que sempre recordarei por toda minha vida, quero viver muitas noites assim.

O jogador contou como está sua rotina durante a pandemia e revelou qual é maior sonho no momento:

- Agora com essa quarentena, eu sou professor da escola de manhã, sou babá à tarde e estou mais tempo do que nunca em casa. Eu não imaginava que poderia fazer tantas coisas com as crianças. Minha esposa, sim, mas eu não estou acostumado a ficar com eles por tanto tempo. Mas estou indo bem. De segunda a sexta estou desejando que chegue o fim de semana para não ser o professor da escola (risos).

- Meu sonho agora é relacionado com este tema do vírus que estamos vivendo. Que passe o mais rápido possível, que não contagie ainda mais pessoas. Há muita gente sofrendo muito com isso. Depois que o vírus estiver fora, é conseguir uma taça com o São Paulo. Uma é pouco, mas primeiro tempos que conseguir uma, depois duas... Meu sonho tem que ser esse.