Clube é punido por gritos de 'nazista' e partida suspensa ganha nova data com portões fechados

Torcedores do Rayo Vallecano acreditam que Roman Zozulya, do Albacete, supostamente, tem ligações com a extrema-direita de seu país

Lance

Lance

Lance

O Comitê de Competição da Federação Espanhola (RFEF, na sigla espanhola) divulgou nesta sexta-feira a punição imposta ao Rayo Vallecano, por cânticos de sua torcida conta o jogador Roman Zozulya, do Albacete. No dia 15 de dezembro, os clubes se enfrentavam pela série B da Espanha quando a torcida dos donos da casa chamaram o jogador de 'nazista'. A partida teve que ser suspensa.

Como punição, o clube terá que jogar de portões fechados em duas partidas, incluindo o segundo tempo do jogo que teve de ser interrompido após os jogadores se recusaram a voltar dos vestiários em solidariedade ao companheiro de equipe. Além disso, o Rayo Vallecano terá que pagar uma multa de 18 mil euros (cerca de R$81 mil).

Zozulya tem um passado pelo Rayo Vallecano. Em 2017, o jogador foi emprestado pelo Betis, mas parte da torcida foi contra a chegada do jogador devido suas supostas posições politicas ligadas a extrema-direita da Ucrânia, seu país natal. O jogador negou as ligações, mas precisou voltar ao Betis antes de se transferir para o Albacete.