Futebol Cássio admite falhas no Corinthians, mas fala em dedicação e desejo de jogar até os 40 anos

Cássio admite falhas no Corinthians, mas fala em dedicação e desejo de jogar até os 40 anos

Goleiro se diz feliz por renovação estar caminhada e quer ajudar o Corinthians a conquistar títulos em 2022

Lance
Lance

Lance

Lance

Prestes a renovar com o Corinthians por mais dois anos - o atual contrato vai até o fim de 2022 -, o goleiro Cássio admitiu falhas durante esta temporada, mas garante que não falou dedicação em seu dia a dia no clube alvinegro. O arqueiro assumiu que em alguns momentos pode ter faltado concentração dentro de campo, mas afirmou que não está fora de forma.

- Pode ser, não vou discordar (concentração), às vezes é um detalhezinho que faz a diferença em defender ou tomar o gol. Todo mundo tem direito de falar e imaginar, mas o fato de eu estar fora de forma... Você pode me cobrar por achar que eu tomei gol, mas por dedicação, dia a dia, empenho a esse clube, aí é outro assunto. Não estou aqui para fazer média com ninguém, respeito a torcida do Corinthians. Inúmeras vezes eu vim e dei entrevista, falei que estávamos sentindo falta da torcida - falou Cássio.

Aos 34 anos, o camisa 12 acredita que pode evoluir e ajudar o Corinthians a conquistar títulos na próxima temporada. Ele quer encerrar a carreira aos 40 anos, não necessariamente no Corinthians, e afirma ser muito grato ao clube por tantas oportunidades.

- Muito feliz. Está bem encaminhada minha renovação. Concordo que alguns gols eu poderia ter defendido, mas é engraçado, o cara não pode acertar um belo chute. Nos outros, pode e é um golaço. No Cássio, é falha. Muitas pessoas da imprensa não têm coerência. Quando o Cássio erra... Sobre mim, é lógico que pode se falar de gols que tomei, o ano é longo, vão falar de gols que eu poderia ter defendido. Mas também tem que ser coerente, no Brasileiro estamos entre as melhores defesas, sou o segundo goleiro que mais defendeu bolas no Brasileiro - disse.

Ainda sobre ser bastante criticado por parte da torcida, o goleiro quer se manter focado no trabalho para que 2022 seja um ano melhor, principalmente com os reforços que chegaram na janela de transferências em agosto.

- Eu não estou discordando, todo mundo tem direito de ter sua opinião, em criticar ou não, sei onde quero chegar, o quanto trabalhei para chegar aqui. Não sou um cara acomodado, não sou de me esconder de perguntas, tento ser o mais honesto possível. Tenho que focar no meu trabalho, fazer um ano melhor, continuar trabalhando e ajudar o Corinthians a estar entre os primeiros. Esse ano conseguiu, mas ano que vem queremos estar entre os primeiros e conquistar títulos - completou.

Últimas