Futebol Casares explica hierarquia e planos de contratar executivo de futebol

Casares explica hierarquia e planos de contratar executivo de futebol

Presidente do São Paulo comentou sobre novo organograma do São Paulo e atualizou a busca por um novo executivo para o lugar de Raí, que sairá da função em fevereiro

Lance
Lance

Lance

Lance

O novo presidente do São Paulo, Julio Casares, concedeu sua primeira entrevista coletiva como mandatário do Tricolor paulista. Entre os assuntos comentados, Casares explicou como será o novo organograma de futebol, principalmente com as chegadas do coordenador técnico Muricy Ramalho e de Carlos Belmonte, um dos homens fortes do futebol.

> Sem Copinha 2021: 30 promessas que poderiam não ter aparecido se não fosse o torneio

- Nós vamos ter o Belmonte, com a equipe dele, que vão fazer a gestão da área profissional, gestão de pessoas e procedimentos. Quando eu falo da integração Cotia e Barra Funda são processos e procedimentos que vão mudar. Caberá ao Belmonte e sua equipe fazer isso. O CAF será um órgão participativo, ligado ao presidente, para termos um subsídio maior de informações, para que possamos acertar muito mais do que errar. Embaixo do Belmonte teremos o coordenador de futebol, uma área vaga. O papel do Muricy é estar próximo dos atletas e da comissão, mas fazendo esse elo com a diretoria. Ele vai estar apoiando, de forma presente, toda a comissão técnica e os atletas - afirmou.

VEJA A TABELA DO BRASILEIRÃO

Casares também comentou sobre os nomes cotados para serem o novo diretor executivo do São Paulo na vaga de Raí, que sairá do cargo em fevereiro. O novo mandatário deixou claro que o diretor terá que caber no orçamento financeiro do Tricolor paulista.

- Teremos um diretor executivo, que estamos olhando no mercado. Eu vejo muitas notícias de nomes, vou dar um exemplo, o Rodrigo Caetano, um grande profissional, mas tem uma pretensão alta de salário dentro das nossas possibilidades. Temos que jogar isso de forma aberta. Com muita responsabilidade, no momento estaremos de olho no mercado, mas sobretudo pensando no que o orçamento requer - finalizou.

Últimas