Futebol Casares elogia Crespo, novo técnico do São Paulo: 'Mentalidade vencedora e DNA são-paulino'

Casares elogia Crespo, novo técnico do São Paulo: 'Mentalidade vencedora e DNA são-paulino'

Em entrevista ao site oficial do clube, presidente do Tricolor explicou os motivos da escolha do argentino para ser o novo comandante do clube, substituindo Fernando Diniz 

Lance
Lance

Lance

Lance

O São Paulo anunciou a chegada do técnico argentino Hernán Crespo para comandar a equipe até 2022. O novo comandante chega ao Morumbi após a conquista da Copa Sul-Americana de 2020 pelo Defensa y Justicia (ARG).

São Paulo anunciou Crespo: lembre os treinadores estrangeiros do Tricolor

Escolhido após um extenso processo seletivo, onde o Tricolor entrevistou dezenas de nomes para o comando técnico, Crespo chega com o prestígio de Julio Casares, presidente do São Paulo, que o classificou como um vencedor.

SIMULE OS PRÓXIMOS JOGOS DO SÃO PAULO NO BRASILEIRÃO

- Depois de uma avaliação bastante técnica, cuidadosa e criteriosa, em que consultamos diferentes profissionais, entendemos que Hernán Crespo se encaixa perfeitamente no que pensamos para o São Paulo. Ele tem uma história vitoriosa, foi grande atleta e é um técnico muito promissor. Teremos um comandante com mentalidade vencedora e o DNA são-paulino - disse o mandatário ao site oficial do clube.

Ao lado do treinador, também chegam ao clube para compor a comissão técnica: Juan Branda (auxiliar técnico), Alejandro Kohan e Gustavo Sato (preparadores físicos), Gustavo Nepote (preparador de goleiros) e Tobías Kohan (analista de desempenho).

Crespo resolveu as últimas pendências que ainda o separavam do São Paulo na manhã desta sexta-feira. Ex-atacante com passagem pela seleção argentina, Crespo começou sua carreira de treinador em 2015, no Modena, da Segunda Divisão italiana. Em 2018, ele assumiu o comando do Banfield, de seu país, e em janeiro de 2020 chegou ao Defensa y Justicia.

No clube argentino, fez o seu melhor trabalho. Terminou a Libertadores em terceiro lugar no Grupo G, o mesmo do Santos. Com a eliminação, se classificou para a Sul-Americana, onde foi campeão da competição vencendo o Lanús na final do torneio continental.

Em toda a sua carreira, tem 116 jogos como treinador, com 42 vitórias, 28 empates e 46 derrotas, totalizando 44% de aproveitamento.

Últimas