Futebol Botafogo definirá futuro de jogadores com contrato expirando no fim de 2020 até sexta-feira

Botafogo definirá futuro de jogadores com contrato expirando no fim de 2020 até sexta-feira

Honda, Cavalieri Bruno Nazário e Guilherme Santos tiveram vínculos renovados até, pelo menos, o fim do Brasileirão; oito atletas tem contrato acabando no dia 31 de dezembro

Lance
Lance

Lance

Lance

O Botafogo terá uma semana decisiva no que diz respeito a situações burocráticas e renovações de jogadores. Diante das mudanças causadas no calendário por conta da pandemia do novo coronavírus, a diretoria encara algo inédito: tem oito atletas com contrato se encerrando no dia 31 de dezembro, mas com a temporada continuando no decorrer de janeiro e fevereiro.

Até aqui, o clube de General Severiano conseguiu estender o vínculo de quatro jogadores até o fim do Campeonato Brasileiro, adaptando-se ao novo calendário: Keisuke Honda, Guilherme Santos, Diego Cavalieri (este até o fim de 2021) e Bruno Nazário (até junho de 2021, por conta da temporada europeia).

VEJA A TABELA DO BRASILEIRÃO

Durante essa semana, o gerente de futebol Túlio Lustosa terá que resolver a papelada com oito jogadores que tem o vínculo se encerrando no dia 31 de dezembro de 2020. A apuração do LANCE! dá conta que a tendência é que haja uma definição sobre todos os casos até sexta-feira, dia 25, o Natal.

Os oito jogadores com contrato se encerrando no dia 31 de dezembro: Cícero, Helerson, Lucas Campos, Luiz Otávio (emprestado), Marcinho, Michel, Saulo e Elivelton.

Nos últimos dias, Túlio sentou com Eduardo Barroca para conversar sobre a importância de cada um desses jogadores e a possível projeção que teriam no elenco com uma renovação contratual. De acordo com a resposta do treinador e os desdobramentos contratuais, o dirigente iniciou as negociações com os respectivos empresários.

A situação mais complicada é a de Marcinho. O Botafogo tenta conversar com o lateral-direito sobre uma renovação desde o começo do ano, mas nunca houve uma papo formal entre as partes. A relação, até a semana passada, foi a mesma: o Alvinegro tentou uma nova investida para estender o vínculo do lateral até o fim do Brasileiro, mas os empresários do jogador sequer retornaram. O camisa 13 pode sair no dia 31 e de graça.

Michel, cria das categorias de base e jogadores do time sub-20, também passa por indefinições. O meio-campista tem negociações encaminhadas com o New England Revolution-EUA para o ano que vem e deve deixar o Botafogo, que continuará com parte dos direitos econômicos do atleta.

A semana será de renovações - ou de partidas. Com a janela de transferências fechada, o Botafogo não pode contratar nenhum jogador para suprir a possível saída de um jogador, podendo contar apenas com a promoção dos jogadores do time sub-20.

Últimas