Futebol Atlético-MG perde para o Fortaleza e vê vantagem na ponta diminuir

Atlético-MG perde para o Fortaleza e vê vantagem na ponta diminuir

A equipe mineira fez um jogo menos intenso graças à estratégia montada por Rogério Ceni, de não atacar o Galo de forma desorganizada

Lance
Fortaleza jogou com um a menos durante bastante tempo, e mesmo assim ganhou

Fortaleza jogou com um a menos durante bastante tempo, e mesmo assim ganhou

Lance

Um Atlético-MG menos intenso e bem marcado pelo Fortaleza. Assim pode ser resumido o duelo entre Galo e Leão da Pici, pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro, com vitória do time cearense por 2 a 1, gols de David e Bruno Melo para o Fortaleza, com Eduardo Sasha descontando para os mineiros.

O resultado não tirou o Galo da liderança, mantendo os 27 pontos. Enquanto o Fortaleza subiu para a nona colocação, com 20 pontos. Além da derrota, o time alvinegro tem outra preocupação: a aproximação do Flamengo, que venceu o Sport por 3 a 0, chegou aos 24 pontos e também tem um jogo a menos no campeonato, como o Atlético.

Todavia, mesmo se o Fla empatar com o Galo em pontos, o time mineiro seguirá na ponta do Brasileirão por ter vantagem nos critérios de desempate. Entretanto, já vê o rival ficar “colado” na luta pela ponta da competição.

Rogério armou uma 'casinha' para o Galo
O treinador do Fortaleza foi cauteloso e ao invés de atacar o Atlético-MG e, mesmo jogando em casa, fez linhas que dificultaram o jogo veloz da equipe mineira. Funcionou, pois segurou o Galo, que pouco criou.

Fortaleza chega lá com David
Velho conhecido da torcida mineira quando jogava pelo Cruzeiro e tinha jejuns longos de gols, o atacante David abriu o placar no Castelão, surpreendendo o Atlético. Detalhe: o jogador não anotava um tento havia 20 jogos.

Galo reage rápido. Gol de Sasha
Uma das características mais intensas desse time do Atlético-MG, comandado por Jorge Sampaoli, é não se abalar quando sofre um gol. E isso foi repetido. Apenas cinco minutos depois de levar o gol do Tricolor cearense, Sasha empatou, concluindo o primeiro tempo com o placar em igualdade.

VAR milimétrico salva o Galo
Em um lance muito difícil, foi marcado impedimento de Yuri César, que havia marcado o segundo gol do Fortaleza. O VAR acionou a arbitragem e o tento foi anulado.

Fortaleza mais atrevido e Galo tentando se adaptar
O jeito de jogar do time de Ceni foi tentar esperar o Atlético. Porém, o Tricolor não se furtou a tentar atacar, dando chances para o alvinegro abrir espaços. Sampaoli fez mudanças para mudar o jeito do time atuar, teve bons momentos, mas perdeu algumas boas chances. Foi um time menos intenso pelas “barreiras” impostas pelo treinador do Fortaleza.

Atrevimento recompensado
Mesmo com um jogador a menos, o Fortaleza não abriu mão de atacar e foi recompensado. Bruno Melo ampliou o placar e deixou o Atlético em situação complicada no jogo e no campeonato, pois o Flamengo tem o mesmo número de jogos que o Galo e está apenas três pontos atrás do time mineiro.

Fim de jogo pesado
Ao término da partida, o preparador de goleiros do Fortaleza, Guto, provocou Jorge Sampaoli e o chamou para a briga. O treinador do Galo foi para cima, mas a turma do “deixa disso” entrou em ação para evitar uma confusão.

Próximos jogos
O Galo volta a campo no sábado, 10 de outubro, às 21h, no Mineirão, diante do Goiás. Já o Fortaleza, também no dia 10, encara o Coritiba, só que às 19h, no Couto Pereira, na capital do Paraná.

FORTALEZA 2 X 1 ATLÉTICO-MG
Data-Horário: 7 de outubro, às 21h30
Estádio-Local: Castelão- Fortaleza (CE)
Árbitro: Sávio Pereira Sampaio (DF)
Assistentes: Daniel Henrique da Silva Andrade (DF) e José Reinaldo Nascimento Junior (DF)
VAR: Wagner Reway(PB)
Cartões amarelos: Felipe (FOR), Rogério Ceni (Téc-FOR), Sasha (ATL), David (FOR), Gabriel Dias (FOR), Mariano (ATL), Keno (ATL)
Cartões vermelhos: Felipe (FOR), Charles (auxiliar Fortaleza)
Gols: David, aos 36’-1ºT(1-0), Sasha, aos 41’-1ºT(1-1), Bruno Melo, aos 39’-2ºT(2-1)
Fortaleza: Felipe Alves, Tinga, Roger Carvalho, Paulão e Carlinhos (Bruno Melo, aos 28’-2ºT); Juninho. Felipe, Ronald, Gabriel Dias, Romarinho(Osvaldo-intervalo (Marlon, aos 48’-2ºT)) e David (Yuri César, aos 41’-1ºT). Técnico: Rogério Ceni
Atlético-MG: Everson, Mariano (Guga, aos 26’-2ºT), Réver, Bueno, e Fábio Santos (Marquinhos-intervalo); Allan, Jair, Guilherme Arana e Hyoran (Marrony, aos 18’-2ºT); Keno e Eduardo Sasha. Técnico: Jorge Sampaoli

Quem é Fernando? Jogador está no centro da prisão de amigo na Rússia

Últimas