Futebol Após sofrer virada, Fluminense vence nos pênaltis com quatro defesas da goleira Ravena e conquista o Brasileiro sub-18 feminino

Após sofrer virada, Fluminense vence nos pênaltis com quatro defesas da goleira Ravena e conquista o Brasileiro sub-18 feminino

Regulamento previa decisão por pênaltis em caso de vitórias das duas equipes na final 

Lance
Lance

Lance

Lance

O time feminino do Fluminense é campeão brasileiro sub-18! Após sofrer goleada neste sábado, as Guerreiras do Tricolor venceram o Internacional nos pênaltis, graças a quatro defesas da goleira Ravena. Embora tivesse ganhado o primeiro duelo por 2 a 1, o regulamento previa decisão nas penalidades em caso de vitória do Internacional no segundo jogo, independente do placar. No tempo normal, o Fluminense saiu na frente com Luany, mas viu Bia, Maranhão e Mileninha - duas vezes - virarem a partida.

GOL RELÂMPAGO

O Fluminense precisou de um minuto para ampliar sua vantagem. Assim, após primeira chegada do Internacional, a goleira Ravena fez a reposição no contra-ataque, achou Luany que arrancou, entrou na área e finalizou bem para abrir o placar.

EMPATA O INTERNACIONAL

A igualdade no placar veio com um golaço. No contra-ataque, Mileninha fez boa jogada no corredor direito, teve inteligência e deu lindo passe para a atacante Bia. Dessa forma, a camisa 7 do Colorado aproveitou que a goleira Ravena saiu mal, deu a meia-lua e fez um belo gol.

PRESSÃO TRICOLOR

Logo na sequência do gol sofrido, as garotas do Fluminense quase chegaram ao empate. Após triangulação na entrada da área, a atacante Carol driblou duas jogadoras do Inter e finalizou, no entanto, o chute de esquerda da jovem atleta beijou a trave.

VIRADA NO PRIMEIRO TEMPO

Nos últimos minutos da etapa inicial, o Internacional conseguiu a virada. A zagueira Tricolor Núbia puxou Mai na área e o pênalti foi marcado. Na cobrança, Maranhão bateu com categoria, no canto esquerdo, e garantiu o segundo gol da equipe gaúcha.

INTERNACIONAL AMPLIA

O Internacional começou bem no segundo tempo. Assim, Mai, de novo, fez boa jogada pelo meio e tocou na medida para Mileninha. Com isso, a atacante teve toda a calma para invadir a área e, livre de qualquer marcação, finalizar no canto direito de Ravena.

VIROU GOLEADA

A dupla Mai e Mileninha entrou em ação novamente. Dessa forma, a meio campo arrancou, viu bem Mileninha e deu o passe na medida para a atacante Colorada dominar e finalizar no canto.

REGULAMENTO

O documento prevê que o critério de desempate não por saldo de gols, mas em sistema de pontuação. Ou seja, se cada time vencer um jogo, independentemente dos placares, a disputa será finalizada nas penalidades. Logo, por isso a partida terminou decidida em pênaltis.

FLUMINENSE VENCE NOS PÊNALTIS

Depois de 10 cobranças para cada lado, a goleira Ravena brilhou. Defendendo o Fluminense, a jovem de apenas 16 anos foi brilhante ao agarrar quatro chutes e salvar a equipe do Tricolor das Laranjeiras. Vale ressaltar que Gabi Barbieri, goleira do Internacional, também teve boa atuação defendendo três penalidades.

Últimas