Futebol Após saída dos clubes ingleses, Superliga Europeia é suspensa

Após saída dos clubes ingleses, Superliga Europeia é suspensa

Em comunicado, associação diz que passará por "remodelação" e afirma que clubes da Inglaterra foram submetidos a pressão e acabaram cedendo

Lance
Lance

Lance

Lance

A debandada dos seis clubes ingleses provocou impacto decisivo e a Superliga Europeia foi suspensa. Na noite desta terça-feira (20), o jornalista Fabrizio Romano, da Sky Sports, divulgou um comunicado oficial da da associação de clubes informando da decisão de interromper o projeto alegando que fará uma "remodelação".

A suspensão acontece após uma série de protestos de torcedores e jogadores desde o último domingo (18), quando a Superliga foi anunciada. Todos os seis clubes ingleses decidiram deixar a Superliga Europeia e, segundo a imprensa italiana, Milan e Inter estavam prontos para desistir também. Depois do anúncio oficial do Manchester City, primeiro clube a deixar a competição, Arsenal, Chelsea, Liverpool, Manchester United e Tottenham confirmaram suas desistências do torneio.

Na nota, o grupo justificou a decisão pelas "atuais circunstâncias", avaliou que os clubes ingleses foram pressionados a abdicarem da competição e explicou o porquê da ideia de criar a Superliga:

"Fizemos a proposta de uma nova competição na Europa porque o atual sistema não funciona. O objetivo é permitir a evolução do esporte enquanto gera recursos e estabilidade para toda a pirâmide do futebol, incluindo ajudar toda a comunidade do futebol a superar as dificuldades financeiras devido à pandemia", diz o informe.

Últimas