Futebol Após Gabigol pagar R$ 110 mil, Justiça extingue processo contra atacante do Flamengo

Após Gabigol pagar R$ 110 mil, Justiça extingue processo contra atacante do Flamengo

Em março, Gabriel Barbosa foi flagrado em um cassino clandestino na Zona Sul de São Paulo, descumprido distanciamento social na capital paulista

Lance
Lance

Lance

Lance

Um mês após após Gabigol, do Flamengo, aceitar um acordo para pagar 100 salários mínimos - o que equivale a cerca de R$ 110 mil, a Justiça de São Paulo extinguiu o processo contra o atacante, que descumpriu o distanciamento social durante a quarentena, uma vez que foi flagrado em um cassino clandestino na Zona Sul de São Paulo, no dia 14 de março.

Em abril, o atleta do Fla participou da audiência, celebrada pelo juiz Fabricio Reali Zia, do Juizado Especial Criminal (Jecrim) no Fórum da Barra Funda.

Gabigol optou por não comentar o caso e se limitou a aceitar o termo oferecido. Os 100 salários mínimos a serem pagos pelo jogador serão destinados ao Fundo Municipal da Criança e do Adolescente (FUMCAD).

+ Fla já nas oitavas! Veja a tabela completa da Libertadores

À época do acordo, Gabigol optou por não comentar o caso e se limitou a aceitar o termo oferecido. Cabe lembrar que, no caso de condenação, o crime contra a saúde pública - previsto no artigo 268 do código penal - tem detenção prevista de um mês a um ano, além de multa.

Últimas