Futebol Após eliminação, Crespo vive seu pior momento no São Paulo, mas tem confiança reafirmada pela diretoria

Após eliminação, Crespo vive seu pior momento no São Paulo, mas tem confiança reafirmada pela diretoria

Treinador do São Paulo acumula duas eliminações em mata-matas, além de ter desempenho ruim no Brasileirão. Atuações da equipe não convencem mesmo após treinos

Lance
Lance

Lance

Lance

A eliminação do São Paulo na Copa do Brasil, na última quarta-feira (15), diante do Fortaleza, colocou o treinador Hernán Crespo em uma situação delicada no comando do Tricolor. Mesmo com o respaldo da diretoria são-paulina, o técnico nunca esteve tão pressionado no cargo e torcedores pedindo a sua saída não são mais algo raro.


CONFIRA A TABELA ATUALIZADA E SIMULE OS JOGOS DO BRASILEIRÃO DE 2021!

O começo do trabalho de Hernán Crespo no São Paulo foi incrível. Campeão do Paulistão de 2021, o técnico tirou o time de uma seca de mais de oito anos sem títulos e, jogando um bom futebol, encantou a torcida e colocou o Tricolor entre os favoritos para os demais campeonatos da temporada: o Brasileirão, a Copa do Brasil e a Libertadores.

Após o Paulistão, porém, algumas coisas começaram a sair do controle. No Campeonato Brasileiro, o São Paulo ficou sem vencer nas primeiras nove rodadas, ganhando pela primeira vez na 10ª partida diante do Internacional.

Assim, o time ficou em uma situação muito ruim no campeonato e, mesmo com a recuperação na segunda metade do primeiro turno, segue em uma posição delicada, ocupando a 16ª posição da tabela, apenas um ponto à frente da zona de rebaixamento.

Nos mata-matas, episódios difíceis de digerir. Após vencer o Racing-ARG fora de casa e se classificar para as quartas de final da Libertadores, o São Paulo foi eliminado pelo seu rival, o Palmeiras, de maneira marcante. Além de ser a primeira derrota do Tricolor para o alviverde na história da competição, o time foi dominado no jogo de volta e perdeu por 3 a 0.

Já na Copa do Brasil, uma campanha mais otimista, mas com um resultado igualmente negativo. O São Paulo passou pelo 4 de Julho-PI, após perder fora de casa, por 3 a 2, mas aplicar um enorme 9 a 1 no Morumbi. Depois, bateu o Vasco, ganhando na ida e na volta, se classificando para as quartas de final.

Nas quartas, a eliminação para o Fortaleza. Após o empate por 2 a 2 no jogo de ida, no Morumbi, o São Paulo foi dominado e derrotado pelo Leão, na Arena Castelão, culminando no fim dos mata-matas na temporada do clube.

Com isso, resta apenas o Brasileirão para o São Paulo. Na competição nacional, porém, o treinador se colocou em situação delicada na última rodada, quando poupou jogadores diante do Fluminense e perdeu a chance de subir na tabela, ficando apenas um ponto à frente do Z4.

O técnico optou por iniciar a partida com Rigoni, craque da equipe, no banco de reservas, pensando em sua condição física e visando as quartas de final da Copa do Brasil.

Em meio a uma temporada com muitas lesões e desgastes, o treinador sempre afirmou o quanto o calendário apertado era prejudicial para a equipe, pois desgastava os jogadores e não dava à comissão o tempo necessário para treinar e implementar o estilo de jogo desejado.

Nas últimas semanas, porém, o São Paulo teve um período de 14 dias sem jogos, podendo focar apenas nos treinos e em eventuais descansos. Ao final desse período, porém, a sensação é de que a equipe voltou jogando pior do que vinha apresentando anteriormente.

Com isso, o tom das críticas e a pressão feita sob Crespo aumentou, pois, mesmo com mais tempo para treinar, o desempenho e, acima de tudo, os resultados nas últimas duas partidas não foram nem um pouco satisfatórios.

O argentino, porém, conta com o respaldo da diretoria, que afirmou que não planeja encerrar o vínculo com o treinador e que não pensa em substituí-lo.

Assim, Crespo volta a comandar a equipe no próximo domingo (19), às 16h, no Morumbi, contra o Atlético-GO, pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Após ser eliminado dos outros campeonatos e precisando se recuperar na tabela do Brasileirão para se afastar da zona de rebaixamento, o confronto é crucial para o São Paulo engatar uma recuperação e resgatar sua moral.

Últimas