Futebol Após desabafo de Hernán Crespo, presidente do São Paulo se manifesta: 'Total apoio da diretoria'

Após desabafo de Hernán Crespo, presidente do São Paulo se manifesta: 'Total apoio da diretoria'

Julio Casares usou suas redes sociais para reafirmar o compromisso do clube em pagar as dívidas pendentes e manifestar o apoio da diretoria ao trabalho de Hernán Crespo

Lance
Lance

Lance

Lance

Neste domingo (18), o presidente do São Paulo, Julio Casares, se manifestou em suas redes sociais após o desabafo do treinador Hernán Crespo em coletiva de imprensa após a derrota para o Fortaleza. O presidente garantiu o apoio da diretoria ao técnico e afirmou o compromisso da direção do clube em quitar as dívidas pendentes.


CONFIRA A TABELA ATUALIZADA E SIMULE OS JOGOS DO BRASILEIRÃO DE 2021!

No sábado (17), o treinador explicou o momento complicado da equipe e citou a dificuldade financeira como um fator dificultante para a execução do trabalho, mas ressaltou o trabalho em união à diretoria.

- Com potencial econômico, os tempos para resolver os problemas são mais curtos. Mas isso não acontece, isso não pode continuar, então devemos trabalhar dia a dia, sabendo que vamos sofrer, que vamos passar por situações difíceis, mas que vamos continuar trabalhando como estávamos fazendo até aqui, todos juntos, a diretoria pagando dividas, nós provando sermos competitivos, no limite do possível - disse Crespo em entrevista coletiva.

Em suas redes sociais, o presidente Julio Casares reafirmou o trabalho da diretoria e garantiu o apoio ao treinador Hernán Crespo. Em sua publicação, utilizou uma imagem sua ao lado do técnico para ilustrar sua manifestação.

- Estamos trabalhando para reconstruir o clube. Reorganizando e QUITANDO as dívidas terríveis de curtíssimos prazos. O planejamento continua com serenidade e total apoio da diretoria ao competente técnico Hernán Crespo - publicou o presidente do São Paulo.

Vivendo situação financeira difícil, com dívidas a serem pagas, o Tricolor passa, ainda, por um período crítico de desfalques. Ao todo, o time tem cinco jogadores se recuperando de lesões e não conta com Daniel Alves, defendendo a seleção olímpica do Brasil.

Mesmo com desfalques e um calendário apertado, o time viaja para a Argentina nesta segunda-feira (19), onde enfrenta o Racing na terça-feira (20), pela partida de volta das oitavas de final da Libertadores.

Após empatar em 1 a 1 no Morumbi, o time entra em campo às 21h30 (horário de Brasília), no estádio El Cilindro, precisando marcar gols para se classificar, uma vez que o 0 a 0 classifica os argentinos pelo critério de gols fora de casa.

Últimas