Futebol Após chegada de Messi ao PSG, ex-diretor do Bayern pede mais rigor no Fair Play financeiro

Após chegada de Messi ao PSG, ex-diretor do Bayern pede mais rigor no Fair Play financeiro

Karl-Heinz Rummenigge, atual membro do Conselho da Uefa, afirmou que as 'regras precisam ser mais rígidas' e disse que presidente da entidade também está de acordo

Lance
Lance

Lance

Lance

Como não poderia ser diferente, a chegada de Lionel Messi ao Paris Saint-Germain segue rendendo assunto no noticiário europeu. No entanto, há também quem critique a contratação do astro argentino com base no Fair Play financeiro. Karl-Heinz Rummenigge, ex-jogador e ex-diretor do Bayern de Munique, falou que são precisas regras mais rígidas.

+ Veja a tabela e os jogos da Bundesliga 2021/22


Em entrevista ao jornal "Bild", o atual membro do Conselho da Uefa afirmou que o presidente da entidade europeia, Aleksander Ceferin, também enxerga da mesma maneira.

- O fair play financeiro já existe. Só precisa ser readaptado e usado com mais rigor. Regras mais rígidas são uma necessidade absoluta. O presidente da Uefa, Aleksander Ceferin, vê as coisas de forma semelhante - disse Rummenigge.

Nesta janela de transferências, o Paris Saint-Germain foi o clube que mais investiu em nomes de ponta no mercado e, além de Messi, acertou as contratações do goleiro Gianluigi Donnarumma; do zagueiro Sergio Ramos; do lateral-direito Achraf Hakimi; e do meio-campista Georginio Wijnaldum.

+ Veja as melhores imagens da apresentação de Lionel Messi no PSG

- Esses regulamentos de que estou falando devem, afinal, estabilizar a competição, não restringi-la, e a questão raramente é vista por esse lado - completou Rummenigge.

O Fair Play financeiro foi instaurado no futebol para evitar que equipes invistam em contratações e vencimentos de atletas mais do que arrecadam em dinheiro, além de fazer com que as equipes comprovem suas receitas. O PSG, contudo, por ser controlado por empresários do Qatar, pode ter mais outras formas de arrecadar.

Últimas