Futebol Apagão, estreia de Ceni e faixa para Crespo: o clima no Morumbi no empate do São Paulo

Apagão, estreia de Ceni e faixa para Crespo: o clima no Morumbi no empate do São Paulo

Torcedores do Tricolor viveram de tudo no estádio durante o empate contra o Ceará, por 1 a 1, desde falta de luz no estádio, vaias e aplausos para Ceni a lembranças de Crespo

Lance
Lance

Lance

Lance

O São Paulo teve cerca de nove mil torcedores no empate por 1 a 1 contra o Ceará, no Morumbi. E quem esteve presente no estádio passou por tudo: de chuva forte a apagões, até vaias e aplausos para Ceni e saudação ao ex-técnico Hernán Crespo.

A 'aventura' começou cerca de uma hora antes da partida. O clima da cidade de São Paulo estava abafado, o que possibilitou uma forte chuva antes dos jogadores virem ao aquecimento. Os goleiros Tiago Volpi, Perri e Young enfrentaram forte chuva.

No momento que os jogadores do São Paulo subiram para se aquecer e a torcida vibrou, aconteceu o primeiro apagão no Morumbi. Por sorte, ele durou pouco, cerca de quinze segundos, o que possibilitou os jogadores se aquecerem sem atraso.

A torcida, como de praxe, acendeu as lanternas dos celulares e fez um 'show à parte' nas arquibancadas do estádio.

Esse não foi o único apagão do jogo. No intervalo, momentos antes da bola rolar para a segunda etapa, as luzes se apagaram novamente e mais um show de luzes foi visto na arquibancada do Morumbi. Novamente a luz voltou em poucos segundos e não resultou em atrasos no jogo.

Vaias e aplausos para Ceni e faixa lembrando Hernán Crespo
A partida marcou a estreia de Rogerio Ceni no comando do São Paulo. No entanto, o que se viu no Morumbi foi uma espécie de 'memória' para Hernán Crespo, ex-técnico do time, que saiu na última quarta-feira (13).

Cerca de cinco minutos antes do começo do jogo, a torcida do São Paulo cantou o nome de Crespo e uma faixa com os dizeres 'Onde não chegam as pernas, vai chegar o coração', lema do treinador, esteve presente nas arquibancadas.

Já a Torcida Independente não gritou o nome de Rogério Ceni antes do duelo. Quando o sistema de som anunciou o treinador, um misto de som e aplausos tomou conta do Morumbi. No fim do jogo, com o empate que não foi bom para o Tricolor, a torcida vaiou a equipe.

Resta saber se Rogério Ceni conseguirá trazer o torcedor do São Paulo de volta a sua idolatria como jogador, que nunca vai ser apagada. Tempo para isso é curto, mas o time mostrou evolução. Faltou caprichar nas finalizações.

Últimas