Futebol Ao LANCE!, Cafu analisa problemas internos do São Paulo e avalia trabalho de Rogério Ceni

Ao LANCE!, Cafu analisa problemas internos do São Paulo e avalia trabalho de Rogério Ceni

Em entrevista ao LANCE!, Cafu conversou sobre os problemas que seu ex-clube, onde foi campeão de duas Copas Libertadores e dois Mundiais, enfrenta atualmente

Lance
Lance

Lance

Lance

Cafu, sem dúvidas, foi um dos maiores nomes da história do São Paulo Futebol Clube. Presente nas conquistas da Copa Libertadores de 1992 e 1993, do Mundial nos mesmo anos e ainda com três Campeonatos Brasileiros (1989, 1991 e 1992), o craque, em entrevista ao LANCE!, comentou sobre a atual situação que o clube enfrenta e ainda falou sobre o trabalho de Rogério Ceni na equipe.


+ Saiba quem pode sair do São Paulo no final desta temporada

+ Veja tabela do Campeonato Brasileiro e simule os próximos jogos

Com a derrota na final da Copa Sul-Americana, o São Paulo atravessa uma certa crise. Com uma série de manifestações por parte dos torcedores, onde a maior organizada do time chegou até a vazar todos os salários do elenco. O Tricolor ainda lida com uma série de problemas financeiros - como uma dívida estimada em mais de R$ 700 milhões.

Além disso, na última semana, declarações recentes de membros da diretoria, como de Carlos Belmonte (diretor-executivo de futebol) se tornaram polêmicas ao ser revelados problemas relacionados ao atraso do bicho da Copa Sul-Americana e dívidas que ainda não foram pagas aos atletas referente aos direitos de imagens e pendências da pandemia.

Segundo as palavras de Cafu, é normal que se crie uma situação complicada dentro do clube e com os torcedores quando se trata de uma derrota - ainda mais no caso da Copa Sul-Americana, onde a competição era vista como a maior meta da temporada e o São Paulo como o grande favorito da decisão. Para o ídolo, problemas que costumam ser tapados conseguem extravasar.

- Sempre após uma derrota se cria uma relação muito ruim no clube de futebol. Eu jamais gostaria de falar após uma derrota ou criticar qualquer clube. Problemas tem, todos os clubes têm problemas, mas quando vocês vêm, esses problemas acabam sendo tampados e quando você não vê, esses problemas acabam saindo para fora - disse.

Ainda em conversa ao LANCE!, Cafu discordou da forma que alguns casos são tratados no Tricolor. Para o ex-jogador, todo e qualquer tipo de problema envolvendo diretoria, elenco ou treinadores, deve ser tratado de forma interna - ou seja - sem grandes alardes.

O São Paulo, além de todas as dificuldades citadas anteriormente, enfrenta um jejum mantido desde 2012 sem conquistar títulos de maior relevância, sendo a única exceção o Campeonato Paulista de 2021.

Cafu destacou que, pelo tamanho do São Paulo como um todo, o clube tinha condições de estar em posições melhores atualmente, indo atrás de títulos e se destacando. O craque ainda disparou que 'o São Paulo é maior que torcedor, treinador e diretoria'.

- Agora problemas com jogador, diretor, treinador… Acho que deveriam ser resolvidos dentro de campo, deveria ser resolvido internamente, para que não pudesse passar para as pessoas, porque as pessoas que estão no lado de fora não sabem o que acontece lá dentro. Às vezes em uma simples conversa, simples bate-papo, você consegue resolver uma situação que não é tão boa.

- A situação do São Paulo é uma situação boa? Não, não é uma situação boa. O clube como é o São Paulo, um clube grande, de primeira divisão, poderia estar melhor em algumas posições do campeonato, conquistando títulos, não conquistou. É esperar terminar o ano e saber porque isso não aconteceu e fazer a programação do próximo ano. Eu não gosto desse disse-me-disse, que diretoria fala, fala jogador, fala torcedor… Isso não leva a nada, São Paulo é maior que jogador, direção e torcedor - opinou.

Por fim, Cafu avaliou o trabalho de Rogério Ceni. Se referindo ao atual treinador do Tricolor como um 'amigo', os dois atuaram juntos em conquistas importantíssimas, como a Copa Libertadores e o Mundial de 1993.

- O Rogério Ceni ainda não conquistou nenhum título, está em uma crescência agora. Eu não vou dar nota em um trabalho de um amigo, parceiro, companheiro, se depender de mim ele sempre terá nota dez. Espero que ele possa se concretizar com grandes títulos - concluiu o ex-jogador.

Últimas