Fluminense

Futebol André faz no fim e Fluminense vence o Flamengo em clássico

André faz no fim e Fluminense vence o Flamengo em clássico

Rubro-Negro dominou boa parte do jogo, mas viu o Tricolor crescer e garantir a vitória aos 45 minutos do segundo tempo

Lance
Flamengo dominou maior parte do jogo, mas acabou derrotado

Flamengo dominou maior parte do jogo, mas acabou derrotado

Lance

Domínio do Flamengo no primeiro tempo, equilíbrio e luta do Fluminense no segundo e gol salvador de André já nos acréscimos, pouco depois de entrar. Esta foi a história da vitória por 1 a 0 do Tricolor no quarto clássico da temporada, neste domingo (4), em partida pela 9ª rodada do Campeonato Brasileiro, na Neo Química Arena, em São Paulo.

Com o resultado, o Flu sobe para sétimo, com 13 pontos, e fica na frente do Fla, em oitavo, com 12 e dois jogos a menos. As duas equipes voltam a entrar em campo na próxima quarta-feira. O Fla visita o Atlético-MG às 19h, no Mineirão, enquanto o Flu recebe o Ceará às 21h30, em São Januário.

​DOMÍNIO RUBRO-NEGRO
Como era esperado, especialmente pelo estilo de jogo das duas equipes, o Flamengo teve mais posse de bola e fez praticamente um monólogo no primeiro tempo. Bruno Henrique teve pelo menos duas grandes oportunidades na cara do gol, mas parou em belas defesas de Marcos Felipe. O Fla também teve uma bola no travessão. O Rubro-Negro empilhou chances, mas, como mostrou em outras partidas, teve dificuldade de transformar a superioridade em bolas na rede.



INEFICIENTE
Pelo lado do Fluminense, a equipe apresentou dificuldades para aproveitar os espaços. Em mais uma partida com atuação ruim, os comandados de Roger Machado tiveram apenas uma boa chance, com Fred, e sofreram para chegar ao ataque. A boa notícia foi manter o zero no placar, graças a um pouco de sorte e Marcos Felipe. Lento, pouco produtivo e sem conseguir encaixar a marcação, o Tricolor sofreu.

RECLAMAÇÕES COM O ÁRBITRO
A arbitragem também gerou insatisfação no clássico. Distribuindo muitos cartões amarelos, Luiz Flavio de Oliveira deixou de dar o vermelho a Vitinho após entrada dura em Gabriel Teixeira. O jogador do Flamengo já tinha um cartão contestável, assim como o zagueiro Nino.

MELHOR
A figura do início do segundo tempo foi parecida com a do primeiro. Flamengo com a posse, tentando trocar os passes e chegando mais pelas laterais, mas sem conseguir abrir o placar. Tudo mudou a partir dos 15 minutos. O Fluminense passou a adiantar mais suas linhas e ficou mais tempo com a bola, forçando os erros do Fla e, enfim, dando trabalho aos defensores. Lucca chegou a perder uma chance sem goleiro e a defesa afastou.

EQUILÍBRIO
A parte final do clássico foi um jogo de duas equipes e não mais de uma só. Com as mudanças feitas por Roger, dando um novo gás para a equipe, o Fluminense pressionou a saída e mostrou velocidade, entrando de vez na partida. Do outro lado, Ceni não conseguiu se adaptar às alterações do adversário e viu sua equipe sofrer mais. Mesmo com a bola, o Fla passou a agredir menos e viu a confiança do Flu crescer.

HEROICO
Depois de persistir, o Fluminense garantiu a vitória. Aos 45 minutos, Nenê segurou bem no meio e acionou Kayky, que achou Luiz Henrique. O atacante fez a jogada na linha de fundo e cruzou rasteiro. André, que havia acabado de entrar, completou e fez seu primeiro gol como profissional para decidir o clássico.

FLAMENGO 0X1 FLUMINENSE

Data/Hora: 04/07/2021, às 16h (de Brasília)
Local: Neo Química Arena, São Paulo (SP)
Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira (Fifa-SP)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (Fifa-SP) e Daniel Paulo Ziolli (SP)
Árbitro de vídeo: Marcio Henrique de Gois (SP)
Gol: André (45'/2ºT) (0-1)
Cartões amarelos: João Gomes, Vitinho, (FLA), Nino (FLU)
FLAMENGO: Diego Alves; Matheuzinho, Gustavo Henrique, Rodrigo Caio e Filipe Luís; João Gomes (Thiago Maia - 25'/2ºT), Willian Arão e Vitinho (Muniz - 25'/2ºT); Michael (Max - 34'/2ºT), Bruno Henrique e Pedro. Técnico: Rogério Ceni
FLUMINENSE: Marcos Felipe; Samuel Xavier, Nino, Luccas Claro, Egídio; Martinelli (André - 41'/2ºT), Yago, Cazares (Nene - 21'/2ºT); Gabriel Teixeira (Kayky - 41'/2ºT), Caio Paulista (Luiz Henrique - 25'/2ºT) e Fred (Lucca- 21'/2ºT). Técnico: Roger Machado

Morte de jogador italiano durante homenagem a irmão é um mistério

Últimas