Futebol Ação judicial tenta impedir voto online na eleição do Santos, mas é indeferida

Ação judicial tenta impedir voto online na eleição do Santos, mas é indeferida

Sócio do Peixe alegou inexistência de segurança no processo híbrido, mas juíza negou pedido de anulação da condição virtual

Lance
Lance

Lance

Lance

Uma ação que visava impedir o voto online na disputa presidencial do Santos que acontecerá neste sábado (12) e decidirá o mandatário do clube no próximo triênio (2021 a 2023) foi protocolada na 7a Vara Civel de Santos, mas negada.

A ação foi movida pelo sócio do clube Clodoaldo Cesar de Souza, com pedido de tutela de urgência, mas indeferida pela juíza Simone Curado Ferreira Oliveira.

Nos autos, a magistrada alegou que não cabe ao Poder Judiciario em deliberações da entidade e que o voto hibrido é previsto estatutariamente.

O argumento da acusação era a inexistência de segurança para a participação online.

Mais de 6 mil sócios optaram por exercer o seu voto à distância. Seis candidatos disputam a presidência do Peixe: Fernando Silva, Milton Teixeira Filho, Ricardo Agostinho, Andrés Rueda, Rodrigo Marino e Daniel Curi.

Últimas