Futebol 2015 em 2021? Com Renato Augusto, Corinthians tem metade do time base que venceu o Brasileirão há seis anos

2015 em 2021? Com Renato Augusto, Corinthians tem metade do time base que venceu o Brasileirão há seis anos

Além do meia, Cássio, Fagner e Gil também eram titulares no sexto Brasileiro vencido pelo Timão; Fábio Santos iniciou o torneio, mas foi vendido na sequência

Lance
Lance

Lance

Lance

O título brasileiro de 2015, sexto entre os sete conquistados pelo Corinthians, é muito especial para a Fiel Torcida. Comandando pelo técnico Tite, que desde 2016 treina a Seleção Brasileira, o Timão dominou a competição e teve um aproveitamento de 71% - o melhor da história dos pontos corridos até 2019, quando foi superado pelo Flamengo, de Jorge Jesus, com 78,9%.

E para o torcedor corintiano se encher de expectativa, o segundo semestre deste ano traz uma espécie de “remember” do time de seis anos atrás.

Com o retorno do meia Renato Augusto, oficializado na última quinta-feira (22), após rescindir com o Beijing Guoan, da China, metade do time base que iniciou o Brasileirão de 2015 voltará a jogar juntos pelo Corinthians.

>> Baixe o novo app de resultados do LANCE!
>> Confira a tabela do Brasileirão e simule os próximos jogos

Além de Renato, o goleiro Cássio, os laterais Fagner e Fábio Santos e zagueiro Gil formam o atual elenco, agora comandado por Sylvinho.

É bem verdade que em 2015, Fábio Santos jogou apenas seis partidas do Campeonato Brasileiro, tendo sido posteriormente negociado com o Cruz Azul, do México. Contudo, ele era o dono da posição quando a competição começou, sendo substituído por Uendel após a sua saída.

Com isso, o time base do Corinthians era: Cássio; Fagner, Felipe, Gil e Fábio Santos (Uendel); Ralf; Jadson, Elias, Renato Augusto e Malcom; Vagner Love.

Renato Augusto, inclusive, foi eleito o craque do Brasileirão naquele ano.

Dos integrantes da ‘Geração 2015’, apenas Cássio e Fagner são remanescentes.

Gil deixou o Timão no ano seguinte à conquista, migrando para o Shandong Luneng, da China, e retornou em 2019.

Fábio Santos deixou o Cruz Azul menos de um ano após chegar ao clube mexicano, foi repatriado pelo Atlético-MG, onde jogou até meados do segundo semestre de 2020, até retornar ao Corinthians.

Renato Augusto jogou cinco temporadas no Beijing Guoan, da China, clube no qual estava registrado até o início desta semana. Porém, o jogador rescindiu o seu contrato com a equipe asiática, já que não entrava em campo e nem recebia salários desde dezembro, por conta da impossibilidade de entrar no país oriental devido as restrições impostas pela pandemia de Covid-19.

Com isso, Renato é sexto jogador que deixou o Timão após a conquista e retorna: Gil e Fábio Santos permanecem, e Ralf, Jadson, Vagner Love e Emerson Sheik fizeram o mesmo caminho, mas deixaram novamente o Corinthians.

Sheik, por sinal, fez apenas três jogos naquele campeonato, depois saiu para o Flamengo, passou pela Ponte Preta e voltou ao Time do Povo em 2018, para encerrar a carreira.

Ralf retornou ao Parque São Jorge em 2018, mas foi dispensado no início de 2020, e depois foi defender o Avaí, na Série B do Brasileirão, mas hoje está sem clube. Na mesma barca foi Jadson, que atualmente joga pelo Athletico-PR.

Já Vagner Love, artilheiro corintiano naquele Brasileirão, voltou ao Corinthians em 2019, mas no primeiro semestre do ano passado saiu novamente, e hoje veste a camisa do Kairat, equipe do Cazaquistão.

Últimas