Lance Federer terá encontro com médicos e não deve jogar US Open

Federer terá encontro com médicos e não deve jogar US Open

Suíço pode até encerrar precocemente a temporada de acordo com jornalista que escreveu uma de suas biografias 

Lance
  • Lance | por Lance

Lance

Lance

Lance

Fora dos Masters 1000 de Cincinnati e Toronto, Roger Federer terá dias decisivos pela frente e a tendência é que não dispute o US Open, Grand Slam que começa no dia 30 de agosto, em Nova York.

A informação é do jornalista Simon Graf, que escreveu uma biografia sobre a carreira do suíço. De acordo com ele, Roger terá encontro com seus médicos para avaliar a situação do joelho e o palpite dado pelo repórter é de que não dispute o Aberto dos Estados Unidos e no máximo jogue duplas na Laver Cup, em setembro, e encerre a temporada precocemente.

A ideia ainda seria reforçar a reabilitação visando o Australian Open de 2022.

Federer ficou parado por mais de um ano, retornou em março, jogou poucos torneios incluindo Roland Garros e Wimbledon onde caiu nas quartas e relatou dores no joelho novamente.

 

Últimas