Lance Federer se critica: 'Não tive boa atitude em quadra'

Federer se critica: 'Não tive boa atitude em quadra'

Suíço revela necessidade de esfriar a cabeça para "não tomar decisões estúpidas"

Lance
Lance

Lance

Lance

Depois de ser surpreendido pelo canadense Felix Auger Aliassime, nas oitavas de final do ATP 500 de Halle, na Alemanha, o suíço Roger Federer demorou mais de 2h para conversar com a imprensa e falar sobre como viu o jogo e como está fisicamente.

"Eu precisava de um tempo para digerir o que foi o terceiro set, eu não estava satisfeito com a forma como acabou, foi similar a Genebra [Que sofreu derrota para o espanhol Pablo Andújar]. Precisei de tempo antes de vir para a coletiva de imprensa, porque eu não queria dizer coisas equivocadas saídas por conta das emoções", confessou ele que optou apenas por responder perguntas em inglês, sem responder como faz, tradicionalmente, perguntas em alemão e francês..

Vindo da desistência em Roland Garros na partida de oitavas de final na semana anterior, Federer ressaltou que a mudança do saibro para a grama "não é fácil" e fez questão de exaltar Aliassime: "é um grande jogador", afirmou.

"Eu não tive uma boa atitude em quadra", analisou sobre a partida em que chegou a perder o 3º set em 4/0. "Fiquei decepcionado com a forma como as coisas caminharam, não preciso detalhas as coisas. Acho que toda a dificuldade do retorno me pegou de jeito um pouco, o quanto eu preciso forçar a cada ponto para tentar fazer as coisas acontecerem. Não foi meu dia e não tinha o que fazer. Comecei a ficar negativo em quadra, algo que normalmente não sou. De fato, isso não é algo do qual eu me orgulhe ou me sinta feliz", confessou.

"Ao mesmo tempo, se você olhar o meu, seja lá qual for, dos 1500 jogos que já joguei, estas coisas podem acontecer", seguiu. "O lado bom é que eu sei que não vai acontecer outra vez, na próxima e na próxima, que eu estiver em quadra. Acho que esta é uma das razões pelas quais quero tirar um tempo antes das coletivas após os jogos para entender realmente porque me senti assim", relatou.

"Conversei com Ivan [Ljubicic] um pouco para compreender. Agora devo seguir adiante, levantar a cabeça e não tomar nenhuma decisão estúpida precipitadamente. Apenas preciso me manter positivo e olhar para meu próximo objetivo que é Wimbledon", resumiu.

Questionado sobre como está fisicamente, Federer comentou: "O processo de reabilitação tem sido um grande desafio pra mim. Todo mundo que já passou por várias cirurgias saberá o que estou falando. As coisas não são simples mais e as vezes, se tornam uma preocupação".

Últimas