Lance Fabrizio Gallas: 'Djokovic recebe uma aula como há muito tempo não se via'

Fabrizio Gallas: 'Djokovic recebe uma aula como há muito tempo não se via'

Coluna de Fabrizio Gallas analisa a vitória de Sinner contra Djokovic e projeta a final contra Medvedev no domingo

Lance
Lance

Lance

Lance

Uma atuação impressionante de Jannik Sinner nesta sexta-feira. Não temeu Novak Djokovic. Botou o sérvio no bolso. Um deslize no terceiro set, ficou bravo, muitos davam como certa a virada do sérvio, mas o italiano focou novamente e voltou seu padrão anterior, dominante no saque e nas devoluções.

➡️ Siga o Lance! no WhatsApp e acompanhe em tempo real as principais notícias do esporte

Foi uma verdadeira aula. Como há muito tempo não se via em um Grand Slam para Djokovic. Sinner não deu nenhuma oportunidade de quebra o sérvio. Nenhuma oportunidade para a melhor devolução do circuito, talvez a melhor da história, diga-se de passagem. Isso já fala muito do que foi a partida. E contra um jogador que vinha de 33 vitórias seguidas no torneio onde venceu dez vezes na carreira.

O jogo desta sexta-feira é um marco para a carreira do italiano. As vitórias do ano passado no ATP Finals e na Copa Davis ajudaram, o fizeram acreditar e esse é um ponto crucial no tênis, te traz confiança nas horas importantes de grandes jogos como os de hoje. 

➡️ Djokovic é sincero sobre derrota na Austrália: ‘Uma das minhas piores partidas’

 Sinner chega fresco fisicamente e confiante para uma final contra Daniil Medvedev que fez valer uma freguesia recente contra Zverev para a virada. A segunda virada de 2 a 0 abaixo somente nesse torneio do russo que mostra resiliência e luta, mas chega um patamar abaixo para a decisão do domingo. Final é final, as coisas mudam e Sinner terá que provar o seu valor e mostrar que de fato a vez dele chegou para brilhar.

➡️ Brasil tem um novo capitão da Seleção feminina e treinador de Bia Haddad entra como auxiliar

Últimas