Lance ‘Estamos aqui para quebrar tabus’, diz Elisa Mirow, que comanda tripulação de 10 pessoas na 49ª Semana Internacional de Vela em Ilhabela

‘Estamos aqui para quebrar tabus’, diz Elisa Mirow, que comanda tripulação de 10 pessoas na 49ª Semana Internacional de Vela em Ilhabela

Com mulheres no comando de três embarcações, evento começa neste domingo e vai até o dia 30 reunindo o maior número comandantes femininas de sua história

Lance
Lance

Lance

Lance

A Semana Internacional de Vela de Ilhabela chega à sua 49ª edição com a maior quantidade de mulheres no comando de barcos da história da competição. O principal encontro da modalidade na América do Sul reúne os maiores nomes do esporte no país, que competirão em várias categorias com barcos de tamanhos e classes diferentes. Ao todo 115 veleiros de todos os estados e da Argentina participam das regatas no litoral Norte de São Paulo.

Neste ano, três barcos serão comandados por mulheres. Entre eles está o “Minna” , de Elisa Mirow, capitã amadora que será responsável por uma tripulação de 10 pessoas, sendo 4 mulheres e 6 homens, incluindo seu marido. “Faço questão da presença dele porque, além de ser médico e nos dar esse apoio, ele é meu parceiro, fazemos tudo junto e um ótimo tripulante”, explica.

Há cinco anos, o casal entrou nas competições. No início, o marido era o capitão, mas percebeu com o tempo que a comandante da tripulação deveria ser Elisa, pois segundo ele a esposa veleja com a alma e o coração. "Foi um processo muito natural. Um dia ele me disse que estava na hora de uma mulher assumir o protagonismo na vela de oceano, e que eu deveria ser a comandante do Minna”, lembra Elisa. “No início, foi difícil ser reconhecida com essa patente, porque infelizmente ainda é natural achar que a voz de comando é masculina. Mas estamos aqui para quebrar tabus e minha missão é fazer com que o natural, que é ter também mulheres no comando de um barco, não seja estranho”, brinca.

Elisa é oficialmente comandante há quatro anos. Reconhecida pela Associação Brasileira de Veleiros de Oceano (ABVO), no ano passado ela foi convidada para ser uma das coordenadoras da entidade. “Ter esse suporte da Associação é muito importante e representativo. Aumentar a frequência feminina nas competições nos inspira, dá força e incentiva”, explica Elisa.

E para dar corpo à voz feminina neste ano, a bicampeã olímpica Martine Grael e a medalhista Pan-Americana Gabriela Nicolino estarão na competição disputando na categoria ORC. “Estar ao lado dessas duas feras que representam o esporte mundialmente e levam o nome Brasil para o pódio é uma grande honra. Sem dúvidas eleva muito o nível da competição”, reflete.

Há 46 anos velejando, Elisa reconhece sua importância, mas não se considera um ícone do esporte: "Sempre pensei assim e quis trazer as pessoas para dentro da modalidade. Com o passar do tempo, fui amadurecendo e consigo entender melhor tanto as mulheres quanto os homens. Me considero feminista, mas não sou extremista. Acho que a mulher deve ser independente, nunca depender de um homem. Acredito que homens e mulheres têm a mesma capacidade de aprender tudo nesse mundo”, comenta.
Elisa Mirow finaliza afirmando: "Se eu servir como exemplo para essas futuras comandantes, já me sinto satisfeita".

Elisa é natural do Rio de Janeiro e se apaixonou pelo esporte ainda pequena. Na adolescência começou a participar das provas de vela, mas ainda como apoio. Em 1982, disputou sua primeira prova e desde então passou a ser uma velejadora cruzeirista e forte competidora.


Semana Internacional de Vela de Ilhabela é uma das competições mais importantes do país

Com mais de 120 barcos inscritos, começa no dia 23 de julho a 49a Semana Internacional de Vela de Ilhabela, o maior encontro da modalidade na América do Sul. O evento reúne os principais nomes do esporte no país, como Martine Grael e Gabriela Nicolino, divididos em vários barcos de tamanhos e classes diferentes.

A abertura oficial acontecerá às 19h deste sábado, 23 de julho, no Centro Cultural da Vila. O Campeonato se estende por uma semana, com diversos tipos de regatas. A mais longa acontecerá no domingo, 24.07, quando os veleiros sairão da Ilhabela, montaram a Ilha de Alcatrazes e retornarão. Nesta regata os competidores percorrem uma distância aproximada de 55 milhas náuticas. O evento tem organização pelo Yacht Club de Ilhabela-YCI em parceria com a Prefeitura de Ilhabela e Marinha do Brasil.

Últimas