Lance Endrick dedica primeiros gols pelo Palmeiras ao irmão e avisa: 'Ainda não está bom'

Endrick dedica primeiros gols pelo Palmeiras ao irmão e avisa: 'Ainda não está bom'

Jovem do Verdão balançou a rede pela primeira vez como profissional e acredita que tem ainda mais margem de melhora, mas seguirá com os pés no chão

Lance
Lance

Lance

Lance

O Palmeiras viveu uma noite histórica em mais de cem anos de sua fundação, não pela vitória por 3 a 1 sobre o Athletico-PR, que praticamente encaminhou o título do Brasileirão, mas pelos dois primeiros gols de Endrick como profissional, talvez a maior joia a vestir a camisa palmeirense, mas ele ainda não acha que esteja bom.

GALERIA
> Veja a validade do contrato dos jogadores do elenco do Palmeiras

TABELA
> Veja classificação e simulador do Brasileirão-2022 clicando aqui

Em entrevista para o canal de Casimiro na Twitch, o camisa 16 do Verdão celebrou sua atuação e o triunfo do time fora de casa, no entanto ele quer seguir trabalhando para conquistar corações.

- Como eu sempre falo, acho que não está bom ainda, eu tenho que trabalhar cada vez mais, porque eu tenho muito a melhorar, poderia ter feito mais gols, naquela bola eu poderia ter feito o gol. Então eu tenho que trabalhar mais para melhorar. Mas tudo com humildade, pés no chão, sou muito novo ainda. Eu quero fazer as pessoas acreditarem em mim, confiarem em mim, então para isso eu tenho que fazer cada vez mais e ganhar o coração das pessoas.

O garoto chegou a tirar fotos com a torcida do Athletico-PR após sua partida apoteótica em Curitiba e entre uma selfie e outra, Endrick ouviu que era horário de criança estar dormindo e não jogando bola. Porém, ele garante que trabalha tanto dentro quanto fora de campo.

- É agradecer a Deus, o trabalho que eu faço dentro de casa, trabalho fora, mantenho minha mente forte, estou estudando ainda no primeiro ano, até uns torcedores falaram que era para eu estudar, que não era hora de criança estar acordada, mas isso tudo é pelo meu sonho, como minha mãe fala, é sempre trabalhar. Agora é seguir em frente, com os pés no chão e muita humildade.

Muito mais amadurecido do que a grande maioria dos jovens de 16 anos, Endrick seguiu o discurso de seus companheiros ao falar do título brasileiro. Para ele, não há outra forma de buscar a taça a não ser trabalhando ainda mais, mas claro, ficando de olho nos jogos de Inter e Corinthians que, se tropeçarem, o Verdão será campeão.

- A vitória vai chegar na hora certa, no momento certo para ser campeão. Ainda não tem nada ganho, temos mais finais disputadas, vamos seguir na competição, trabalhando todos os dias, não é fácil a nossa rotina, então temos que trabalhar cada vez mais, querendo ou não, vamos esperar o resultado de amanhã, óbvio, mas queremos ganhar mais partidas e mostrar para o nosso torcedor que não estamos felizes ainda.

Por fim, Endrick fez questão de dedicar os seus primeiros gols a uma pessoa importante de sua família, a qual quer proporcionar tudo aquilo que não pôde ter durante praticamente toda a sua infância.

- Dedicar para a minha família, para o meu irmãozinho, que é minha inspiração, eu quero dar para ele o que eu não tive de criança e se Deus quiser vou dar uma vida muito boa para ele - concluiu.

Últimas