Lance Eduardo Costa acerta com o Metropolitano e terá seu segundo desafio como treinador

Eduardo Costa acerta com o Metropolitano e terá seu segundo desafio como treinador

Ex-jogador com passagens por Grêmio, São Paulo, Vasco e Seleção Brasileira assume time de Blumenau. Em 2019, treinou o Lajeadense

Lance
Lance

Lance

Lance

O ex-jogador Eduardo Costa foi anunciado como novo técnico do Metropolitano, de Blumenau, em Santa Catarina. Este será seu segundo trabalho como treinador. No ano passado, ele deu o pontapé inicial no Lajeadense, do Rio Grande do Sul.


O objetivo, desta vez, é tentar reconduzir o clube, fundado apenas em 2002, à elite do futebol catarinense. A Série B do Estadual começa daqui a um mês, no dia 1º de novembro.

Com uma carreira vitoriosa, com passagens por grandes clubes brasileiros, como Grêmio, São Paulo e Vasco, além de clubes do exterior, como Olympique de Marseille, Bordeaux, Mônaco e Espanyol, Eduardo Costa, que também vestiu a camisa da Seleção Brasileira entre 2000 e 2003, encerrou a carreira de jogador em 2015. E dali já começou a se capacitar para se tornar treinador, com cursos, licenças e estágios. Ele se diz preparado para esse novo desafio.

- O Metropolitano tem estrutura para estar em outro patamar, não é clube para estar na Série B. E esse foi um dos fatores que me fez refletir sobre vir para cá, de chegar e fazer um trabalho desde o início, de colocar minhas ideias e o que eu penso sobre futebol. É a oportunidade de ter minha segunda experiência como treinador. E eu me preparei por cinco anos antes de pegar o primeiro trabalho. Posso dizer que me sinto pronto porque me capacitei para isso - disse.

As conversas com o clube se iniciaram antes mesmo da pandemia, mas só foram retomadas e concluídas após a paralisação do futebol. Eduardo Costa se mostra bastante motivado para esse novo desafio e volta a elogiar o clube.

- O Metropolitano é um clube jovem, fundado há menos de 20 anos, mas tem muito potencial. Há muitos motivos para que essa parceria dê certo. Que o clube possa retomar o seu lugar na Série A do Campeonato Catarinense e que volte a jogar um campeonato nacional, uma Série D. Como disse, é um clube com potencial enorme para ser explorado - completou Eduardo.

Últimas