Lance Do chapéu no Botafogo aos TT: Era Lisca afasta Vasco do G4 da Série B e gera lembranças sobre Marcelo Cabo

Do chapéu no Botafogo aos TT: Era Lisca afasta Vasco do G4 da Série B e gera lembranças sobre Marcelo Cabo

Com dois jogos a menos que o hoje treinador do Goiás, o atual comandante poderá, no máximo, igualar os pontos conquistados pelo antecessor. Time nunca esteve no G4

Lance
  • Lance | por Lance

Lance

Lance

Lance

Lisca ainda estava no América-MG quando o Vasco procurou o treinador para que ele comandasse o projeto de retorno do time cruz-maltino à elite nacional. Ouviu um "não", contratou Marcelo Cabo e, após demiti-lo, voltou a buscar o "Doido", que ouvia, paralelamente, a terceira oferta do Botafogo. O time de São Januário chegou depois, ganhou o treinador, mas piorou na Série B do Campeonato Brasileiro.

Na ocasião, a torcida vascaína celebrou o chapéu no rival. Na noite da última segunda-feira, por conta da derrota cruz-maltina para o Avaí, o jogo virou. A boa fase do Glorioso, agora sob as ordens de Enderson Moreira, colocou o nome do agora treinador do Goiás nos Trending Topics - os assuntos mais comentados - do Twitter do Brasil. Ponderações à mudança.

E, em termos práticos, realmente a troca já não compensou. Marcelo Cabo deixou o Vasco em oitavo lugar, com 18 pontos em 12 jogos na Série B do Campeonato Brasileiro. A três pontos do G4. A alegação principal foi de desempenho abaixo do esperado para a maior folha salarial da competição.

Lisca tem dez jogos e 12 pontos. Poderá eventualmente alcançar o número de pontos do antecessor e, com muita sorte, igualar em pontos com os times que têm 38 e estão, atualmente, em terceiro e quarto lugares - dentro do G4, portanto. E, mesmo assim, seriam os mesmos 18 pontos de Cabo.

-> Confira a tabela da Série B do Campeonato Brasileiro

Em números totais, Marcelo Cabo esteve à frente do Vasco em 29 jogos. Foram 13 vitórias, 10 empates e seis derrotas, também contando jogos pelo Campeonato Carioca. Lisca não disputou o Estadual, mas comandou o Vasco também na Copa do Brasil. O total é de 12 jogos, sendo quatro vitórias, um empate e sete derrotas.

Fato é que, na principal competição do time no ano, o Vasco não esteve entre os que vão conquistar o acesso em rodada alguma. Nada mudou. No momento, o time está mais distante ainda do G4 e joga pior do que com o antigo comandante. E com menos rodadas a serem disputadas.

Últimas