Lance Djokovic está confiante, mas destaca Zverev, Medvedev e Tsitsipas no US Open

Djokovic está confiante, mas destaca Zverev, Medvedev e Tsitsipas no US Open

Sérvio diz que ainda não pegou dicas com Rod Laver para conquistar o 'Career Grand Slam'

Lance
Lance

Lance

Lance

Em dia de entrevistas dos principais favoritos do US Open 2021 para falar de suas expectativas para o torneio, o número 1 do mundo, Novak Djokovic, revelou que está muito motivado para buscar sem 21º do Grand Slam e igualar o feito de Rod Laver.

Em um primeiro momento, o sérvio avaliou que o ambiente no torneio está diferente, chamou de "tensão diferente" e ainda destacou que não é o único capaz de vencer o torneio: "Há jogadores incríveis, (Alexander) Zverev [atual vice-campeão], (Daniil) Medvedev [vice em 2019] e (Stefanos) Tsitsipas [vice-campeão em Roland Garros este ano] são os principais candidatos".

O sérvio voltou a ser perguntado sobre vacina obrigatória para a disputa do circuito mundial, e voltou a afirmar: "Acho que deve ser uma decisão pessoal se você deseja ser vacinado ou não. Espero que continue assim".

Diante da oportunidade de ser o primeiro homem desde Rod Laver, em 1969, a vencer os quatro torneios do Grand Slam no mesmo ano, Nole foi perguntado se procurou o australiano para conversar e pedir conselhos e revelou que procurou o veterano, mas que não conseguiu falar com ele: "Tentarei entrar em contato. Sempre conversamos na Austrália, eu o admiro muito. Espero que ele possa me dizer algo que me ajude".

O sérvio também foi questionado sobre a ausência de grandes nomes como as locais Venus e Serena Williams, o suíço Roger Federer e o espanhol Rafael Nadal e apontou: "Eu sei que não somos mais tão jovens, não podemos jogar tantos torneios como antes. Quando a lesão se torna crônica, é preocupante não apenas para a carreira, mas também depois dela. Superar a dor faz parte do jogo, mas é preciso haver um equilíbrio", pontuou ele que está satisfeito com a preparação para o US Open.

"Fiz uma pausa extra e não joguei em Cincinnati, que era o planejado anteriormente. Estou satisfeito com meus preparativos para o US Open. Não há necessidade de colocar pressão adicional, mas a pressão é um privilégio, realmente é, é para isso que você joga".

Últimas