Dedé tem novo problema no joelho e deve ser operado nesta quarta

O médico do Cruzeiro, Sérgio Campolina, explicou que o procedimento será simples, mas as chances de retorno ainda este ano são grandes

Dedé vinha reclamando de dores no joelho direito e terá que fazer nova cirurgia

Dedé vinha reclamando de dores no joelho direito e terá que fazer nova cirurgia

Lucas Merçon/Fluminense

O zagueiro do Cruzeiro, Dedé, será submetido a uma nova cirurgia no joelho direito. O procedimento será realizado nesta quarta-feira, 23 de outubro, em um hospital de Belo Horizonte.

Veja mais: Milionários x Recuperados: Fla e Grêmio duelam por metodologias

O chefe do departamento médico do clube, Dr. Sérgio Campolina, anunciou que o defensor precisará ser operado novamente em entrevista coletiva na Toca da Raposa II. Segundo Campolina, o procedimento em Dedé será de pequeno porte e a previsão de retorno do zagueiro à equipe será ainda nesta temporada.

A cirurgia será necessária, pois Dedé vem sentindo com frequência dores no joelho direito, o que estava inviabilizando sua utilização com regularidade no Cruzeiro.

O limite do jogador aconteceu no último sábado, 19, quando deixou o campo ainda no primeiro tempo da vitória por 2 a 1 na partida contra o Corinthians, em São Paulo.

Sérgio Campolina explicou que este novo problema de Dedé é resultado de um "corpo livre", verificado após exames no atleta. Esse “corpo” é o causador da dor e a operação vai retirar o fragmento “solto” no joelho do zagueiro.

Veja mais: Longa vida ao Rei! Pelé completa 79 anos com menos aparições públicas

- Inicialmente, foi imaginado que era uma lesão relacionada a uma lesão prévia, porque ele tem um problema crônico no joelho. Mas foi observado que havia um corpo livre. O que é um corpo livre? Um fragmento de uma estrutura articular dentro do joelho, que estava, de certa maneira, causando irritação no joelho e, por isso, piorou a dor dele, inchou, teve um derrame articular. Fizemos novas avaliações e, diante disso, eu optei por fazer um procedimento no local. Eu vou tirar esse fragmento que está lá. É um procedimento feito com anestesia local, ou seja, é de pequeno porte, mas que para ele vai ser muito interessante. Acho que vai ajudá-lo não só no quadro clínico, ele está com bastante dor, com limitação de movimento, e esse procedimento, a expectativa é de que resolva a situação-disse o médico.

Dedé tem longo histórico de lesões no joelho atuando pelo Cruzeiro. O primeiro problema surgiu em 2014, apenas um ano depois que foi contratado. Em novembro daquele ano, o defensor se machucou na semifinal da Copa do Brasil, contra o Santos, ficando quase dois anos parado por uma grave lesão nos ligamentos. Somente no início de 2016 voltou a jogar. Porém, em agosto do mesmo ano, voltou a ser operado, indo inclusive aos EUA para ser cuidado por um especialista.

Quando se imaginava que Dedé estaria curado, voltou a ter problemas em março de 2017, quando retornou aos gramados. Ele fez apenas cinco partidas, pois voltou a sentir dores no joelho. O Cruzeiro tentou evitar nova cirurgia, mas em setembro teve de ser operado novamente e conseguiu voltar a jogar em 2018, mostrando bom futebol e sendo lembrado até para a seleção brasileira.

Veja mais: Sánchez diz que se sente à vontade com Ferraz no Santos: 'Combinamos'

Mesmo jogando, Dedé tem um problema crônico na região e sempre estará à mercê de novas lesões e dores enquanto for atleta de alto rendimento no esporte.

- A questão da lesão prévia dele, isso poderia ter acontecido com qualquer atleta, o próprio Sassá teve lesão nos dois joelhos. Ou seja, o problema crônico dele não influenciou nessa situação. Exatamente por isso que eu pensei bem, discuti o caso e indiquei este procedimento, que deve ser realizado ainda nesta quarta-feira. Clinicamente ele está com dor, nada que o incapacite, mas ele está sintomático, e a expectativa é de que ele volte o mais rápido possível para o grupo. Não fechou o ano para ele. Não vai tirá-lo da temporada, não é essa a nossa expectativa -disse Sérgio Campolina.

Dedé fez 45 jogos pelo Cruzeiro nesta temporada, jogando Campeonato Mineiro, Brasileirão, Libertadores e Copa do Brasil. No total de seis anos em BH, o zagueiro tem 187 partidas e marcou 15 gols com a camisa celeste.

Curta a página do R7 Esportes no Facebook

Separados no nascimento? Conheça sósias de jogadores famosos