Lance Corinthians e São Paulo jogam na Neo Química Arena de olho em tabu

Corinthians e São Paulo jogam na Neo Química Arena de olho em tabu

O Timão enfrentou 14 vezes o São Paulo jogando na Neo Quimica Arena e em nenhuma delas foi derrotado. Momentos das equipes pode ser decisivo para o clássico paulista

Lance
Lance

Lance

Lance

Neste domingo acontece o 347º clássico Majestoso entre Corinthians e São Paulo. A partida, disputada na Neo Química Arena, às 18h15, é válida pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro e colocará rivais que vivem momentos bem diferentes no campeonato nacional.

O Tricolor tem quatro pontos de vantagem para o Atlético-MG, segundo colocado que venceu neste sábado, e quer acabar com o jejum de oito anos sem títulos. Já o Timão vive uma temporada atípica, eliminado de todas as competições mata-mata e brigando no campeonato nacional apenas por uma vaga na Libertadores.

VEJA A SITUAÇÃO DE CORINTHIANS E SÃO PAULO NO BRASILEIRÃO

No entanto, o Alvinegro entra em campo não apenas para subir na tabela, mas também para defender um longo tabu. Desde que a Neo Química Arena foi inaugurada, em 2014, as equipes se enfrentaram 14 vezes, e em nenhuma delas o Corinthians saiu derrotado.

Ao todo, foram 12 partidas disputadas no novo estádio, sendo nove vitórias para o Corinthians e três empates. Alguns desses triunfos possuem um sabor especial para o torcedor corintiano, como o 6 a 1 no Brasileirão de 2015 e a semifinal do Paulistão de 2018.


SÃO PAULO VEM COM MORAL PARA ENCERRAR TABU

Contudo, o São Paulo nunca foi para a Neo Química Arena com tamanho favoritismo como nessa ocasião. O Tricolor está a 17 jogos sem perder no Brasileirão e contra o rival, pode igualar o recorde de jogos seguidos sem derrota, estabelecido na campanha do tricampeonato brasileiro, em 2008.

Ainda há outro fator que pesa para o lado dos visitantes. Há mais de um ano no cargo, Fernando Diniz conseguiu montar uma equipe com o seu estilo de jogo capaz de conquistar resultados positivos independentemente do local. Jogando bem e sem medo, o São Paulo quebrou o tabu de jamais ter vencido o Palmeiras no Allianz Parque no primeiro turno deste Campeonato Brasileiro.

Além disso, Diniz não perdeu em 2020 contra rivais do estado, devolvendo ao torcedor são-paulino o prazer de derrotar seus maiores adversários e se recuperando das eliminações no Paulista, Libertadores e Sul-Americana. Foram seis jogos, com um aproveitamento de 61% nesta temporada, com três vitórias (São Paulo 2 x 1 Santos, São Paulo 2 x 1 Corinthians, Palmeiras 0 x 2 São Paulo), e três empates (Palmeiras 0 x 0 São Paulo, Corinthians 0 x 0 São Paulo, Santos 2 x 2 São Paulo).

Desde que chegou ao clube, em setembro de 2019, Diniz já encontrou o Corinthians em três oportunidades, tendo vencido duas vezes e empatado uma – aproveitamento de 77,7%. Nesses confrontos, tomou apenas um gol (os placares foram de 0 x 0, 2 x 1 e 1 x 0).

A boa fase se traduz no momento da equipe. Nas últimas seis vezes em que foi visitante no Brasileirão, o São Paulo ganhou cinco e empatou uma, contra o Ceará.

CORINTHIANS QUER MELHORAR APROVEITAMENTO NA ARENA

Do outro lado, Vagner Mancini tem dificuldades para repetir escalações e ainda não foi capaz de achar um time titular que seja competitivo.

Isso se reflete na queda de desempenho do Timão em casa. Desde que a Neo Química Arena foi inaugurada, o clube tem o pior ano em relação ao aproveitamento dos pontos jogando seus domínios: 50,79%.

Em 2015, ano do título brasileiro, o Corinthians disputou 35 jogos na Neo Química Arena. Foram 26 vitórias, 6 empates e apenas 3 derrotas, com um aproveitamento de 80%.

Para voltar a disputar no topo, o Timão precisa melhorar o aproveitamento em casa, e não há melhor ocasião para isso do que vencer um clássico sendo o azarão.

* Sob supervisão de Marcio Monteiro

Últimas