Lance Com virada no fim, Sesc-Flamengo vence o Fluminense e se sagra campeão carioca de vôlei feminino

Com virada no fim, Sesc-Flamengo vence o Fluminense e se sagra campeão carioca de vôlei feminino

Equipe rubro-negra perdia por 7 a 1 no tie-break, mas virou para 15 a 13 e ergueu o troféu

Lance
Lance

Lance

Lance

É, campeão! Nesta segunda-feira, o Sesc-Flamengo derrotou o Fluminense por 3 sets a 2 no terceiro jogo da final do Campeonato Carioca de Vôlei Feminino e se sagrou campeão pela 18ª vez da competição no ginásio do Tijuca Tênis Clube. A vitória veio com emoção: no último set, as rubro-negras estavam perdendo por 7 a 1, mas viraram sobre as tricolores para 15 a 13.

+ Relembre a rivalidade entre Flamengo e Athletico-PR

No primeiro jogo da decisão, o Sesc-Flamengo venceu por 3 sets a 2 fora de casa. Contudo, o Flu, no ginásio Hélio Maurício, na Gávea, derrotou o Fla por 3 sets a 2. Portanto, a final ficou marcada para a última segunda, no Tijuca.

O duelo foi marcado por alternâncias no placar. Com início arrasador, o Flamengo fechou o primeiro set em 25/18, demonstrando força para a torcida.

Mas os adeptos do Fluminense, ao lado de suas atletas, igualaram o placar com parcial 18/25. Neste segundo set, as meninas tricolores foram muito efetivas na defesa e neutralizaram os ataques rubro-negros.

Nos terceiro e quarto set, o equilíbrio entre os dois times foi o grande destaque. Porém, depois que o confronto passou da casa dos 20 pontos, Bernardinho pediu tempo técnico e esfriou as tricolores. O Rubro-Negro fechou em 25/23 e ficou a apenas um set do título.

Entretanto, as opostas e ponteiras do Sesc-Flamengo não imaginavam que Lelê, jovem líbero do Tricolor, fosse defender a grande maioria das bolas que ultrapassavam o bloqueio no quarto set. O empate veio com um 22/25 para o Flu, que mostrou poder de reação para o tie-break que estava por vir.

O Rubro-Negro continuou tenso no início do quinto e último set. Muito bem na partida, com um excelente saque tático e bons bloqueios, o Fluminense abriu incríveis 7 a 1 sobre as donas da casa.

A remontada veio com a força da torcida e a retomada da confiança pelo saque. Lideradas pela experiente ponteira Gabirú, as meninas do Sesc-Flamengo cresceram no set e empataram a partida no 12º ponto da equipe.

Com o embalo da arquibancada e o nervosismo jogado para o outro lado, o Sesc-Flamengo fechou a partida com um histórico 15 a 13, erguendo o 18º título da competição.

Agora, o foco da da dupla Fla-Flu é na Superliga, competição na qual as duas equipes estreiam nesta sexta-feira. O Tricolor encara o Barueri, no clube Hebraica, e o Rubro-Negro pega o Osasco, no Tijuca.

Últimas