Com mais polêmicas do que futebol em 2020, Cazares zoa o Cruzeiro para fazer média com torcedores do Galo

O meia colocou em sua conta no Instagram um vídeo em que fazer uma piada com a fala de Thiago Neves a Zezé Perrella e Série B do rival 

Lance

Lance

Lance

O meia Cazares, do Atlético-MG, parece tentar “limpar sua barra” com o torcedor do Galo pelo série de incidentes e comportamentos duvidosos em 2020, que geraram uma repulsa na até então idolatria que o alvinegro nutria pelo equatoriano, de 27 anos.

O jogador atleticano postou um vídeo na sua conta no Instagram provocando o Cruzeiro, que disputará a Série B de 2020. Cazares estava vestido com uma camisa que tinha escrito a frase: “Fala, Zezé”, ao lado de balão com a letra “B”, para zoar a queda do rival Cruzeiro.

O equatoriano aparece sorrindo no vídeo enquanto mostra a camisa, que se refere à conversa vazada de Thiago Neves e Zezé Perrella, em 2019, quando o jogador cobrava salários atrasados na Raposa. A frase virou meme, motivo de piada e entrou para o anedotário de zoação do futebol.

Cazares busca melhorar sua imagem com o torcedor do Galo pela série de confusões, atitudes e declarações em que esteve envolvido, uma tensa relação com o clube mineiro este ano.

Perda da carteira de motorista

Cazares, fez o vídeo no dia em que aprontou mais uma. Na manhã desta quinta-feira, 23 de julho, o jogador do Galo foi parado em blitz da Polícia Militar Rodoviária na rodovia MG-10, próximo a Cidade do Galo. O atleta, que estava indo para o treino, teve a sua habilitação apreendida de motorista apreendida por excesso de pontuação na carteira.

Cazares não pôde levar o carro e para liberar o veículo, teve de esperar outro condutor no local da blitz. O jogador alvinegro terá de fazer um curso de reciclagem para voltar a dirigir.


Na carteira de habilitação de Cazares constava pontuação acima da permitida por lei, sendo que o máximo permitido por lei para seguir dirigindo é de 20 pontos.

Ano de controvérsias

Cazares tem tido um ano de dificuldades no Atlético-MG por seu comportamento fora de campo. O equatoriano, de 27 anos, tem sido notícia constantemente por atos polêmicos.

O meia foi flagrado jogando bola durante a quarentena, criando um mal estar no Atlético, que estava elaborando seu protocolo para voltar aos treinos; foi multado por dar festas em sua casa, em Lagoa Santa, na Grande BH, também durante a quarentena, sendo multado em R$ 130 mil. Por essas festas, teve de dar explicações na delegacia e ainda pode responder por crime contra a saúde pública.

O resultado da exposição excessiva foi o contágio pela Covid-19, afastando-o dos treinos com o restante do elenco atleticano. O jogador já está curado, mas segue treinando em separado.

Além de todas as confusões fora dos gramados, Cazares tem dificultado a vida do Galo, com declarações polêmicas sobre deixar o clube, que seu ciclo encerrou no Atlético. O contrato do meia se encerra no fim deste ano. Caso não haja uma renovação, o jogador deve deixar o Galo de graça. Ele já pode assinar contra equipe um pré-acordo.