Lance Com a chegada de Soteldo, ficam faltando atletas de três países para o Grêmio completar a América do Sul

Com a chegada de Soteldo, ficam faltando atletas de três países para o Grêmio completar a América do Sul

Muitos estrangeiros fizeram sucesso atuando no Imortal

Lance
Lance

Lance

Lance

Soteldo vai se tornar, em 2024, o primeiro venezuelo a vestir a camisa do Grêmio em 120 anos de história do Tricolor. Com isso, faltam apenas três países para que o Imortal tenha, em seu elenco, todos os atletas da América do Sul, os que restam são: Guiana, Suriname e Guiana Francesa. Você conhece todos os representantes de cada nação?

➡️ Siga o Lance! no WhatsApp e acompanhe em tempo real as principais notícias do esporte

ARGENTINA

Os “hermanos” são os mais representados nesta lista. De Néstor Scotta, em 1971, até Lucas Besozzi, em 2023, já são 31 atletas. Alguns foram campeões da América, como Gastón Fernández e Kannemann, ambos em 2017. Outros marcaram e viraram ícones da torcida, os centroavantes Hernán Barcos e Maxi López são grandes exemplos. Já outros não deixaram tantas saudades, essa é a maior lista, Montoya, Benítez, Churín, Bertoglio e Herrera são alguns dos integrantes dela.

URUGUAI

Com dois representantes em 2023, Luís Suárez e Felipe Carballo, o Uruguai conta com 16 atletas na história gremista. Sendo um deles o capitão na conquista do mundial de 1983, Hugo de León. Além destes, outros desfilaram com a camisa do Tricolor, como Ancheta, Sebastián “Loco” Abreu e Milar.

PARAGUAI

Villasanti e Iturbe representaram a bandeira paraguaia pelo tricolor em 2023. Além deles, o Grêmio teve mais três paraguaios que chegaram ao topo da América em 1995 e 2017: Arce, Rivarola e Barrios, os dois primeiros em 1995 e o centroavante em 2017.

COLÔMBIA

Recentemente passaram alguns colombianos pelo Imortal, um deles foi vendido pelo Tricolor há pouco tempo, Jaminton Campaz. Outros que atuaram com a camisa gremista foram Miguel Borja e Luis Orejuella. 

CHILE

De cinco tentativas, nenhum chileno conseguiu deixar saudades com a camisa tricolor. Nos últimos anos, podemos lembrar de Pinares, Eduardo Vargas e Beausejour, que disputou a Série B de 2005.

EQUADOR

Entrando recentemente na lista, o Equador viu um jogador de sua bandeira atuar pelo Grêmio apenas em 2015, com a estreia de Fickson Erazo. Outros dois saíram do Tricolor campeões: Miler Bolaños e Michael Arroyo, vencedores da Copa do Brasil de 2016 e da Libertadores de 2017, respectivamente.

PERU

Somente dois peruanos passaram pelo Grêmio. São eles: Hidalgo, que também atuou no Internacional, e Beto da Silva, atualmente jogador do Melgar (PER). 

BOLÍVIA

Marcelo Moreno foi o primeiro, e único, boliviano a passar pelo tricolor, e jogou razoavelmente bem, contabilizando 53 jogos e 18 gols.

VENEZUELA

A Venezuela fará a sua estreia com Soteldo, em 2024.

Últimas