Lance Cano, do Vasco, relembra comemoração emblemática e diz: 'Espero ficar muitos anos aqui'

Cano, do Vasco, relembra comemoração emblemática e diz: 'Espero ficar muitos anos aqui'

Antes da vitória sobre o Confiança (SE), o argentino foi entrevistado na VascoTV pela apresentadora Vanessa Riche, e falou sobre seu momento com a camisa cruz-maltina

Lance
Lance

Lance

Lance

Antes da vitória contra o Confiança (SE), Germán Cano visitou os estúdios da VascoTV e concedeu uma entrevista à apresentadora Vanessa Riche e ao ex-jogador Donizete, o Pantera. O argentino falou sobre sua emblemática comemoração ao erguer a bandeira arco-íris, que representa a causa LGBTQIA+, e reafirmou o desejo de continuar por muitos anos no Gigante da Colina.

+ Confira e simule a tabela da Série B do Campeonato Brasileiro


- Muito obrigado! É a mensagem que eu queria passar. Todos nós somos iguais independente de cada pensamento. Todos sentimos de diferentes maneiras. Todos são iguais independente da cor, do que goste de fazer, e tem o direito de fazer tranquilamente. Tem que ter igualdade de condição para todos. Essa é mensagem que eu queria passar para todo mundo - disse o atacante, e em segui emendou.

- Compromisso e responsabilidade. Eu quero muito essa camisa do Vasco e estou muito feliz por aqui. Espero ficar muitos anos aqui, mas não depende só de mim. Existem outros fatores que não dependem de mim. Estou muito tranquilo e feliz aqui no Vasco. Espero ganhar muita coisa aqui no clube - frisou.

+ Veja momentos em que o clube defendeu as causas sociais

Um dia histórico marcou o triunfo do Gigante da Colina sobre o Brusque. Em um momento único, o argentino Cano balançou a rede, ao abrir o placar, e levantou a bandeirinha que estampava o arco-íris referente à causa LGBTQIA+. Mais uma vez, o clube carioca esteve à frente da defesa de causas sociais, algo que faz parte de sua história.

Dentro de campo, o time usou um uniforme em homenagem ao Dia Internacional do Orgulho LGBTQIA+, e a comemoração de Cano repercutiu no mundo. Fora dele, o clube publicou um manifesto, fez ações contra homofobia e transfobia e irá leiloar os uniformes utilizados no domingo através da plataforma Play for a Cause.

+ ATUAÇÕES: MT marca o gol do Vasco e faz a melhor atuação

O lucro do leilão será revertido em para a Casa Nem, instituição que acolhe pessoas transgênero em situação de vulnerabilidade no Rio de Janeiro. Os lances iniciais são de R$ 700 por cada peça (11 uniformes) e a versão especial das camisas esgotaram mesmo antes da bola rolar em São Januário, contra o Brusque.

Últimas