Campello x Monteiro: política do Vasco ferve cada vez mais

Presidentes da diretoria administrativa e do Conselho Deliberativo do clube travam embate nos últimos dias e terão encontro obrigatório nesta sexta-feira. Eleição se aproxima

Lance

Lance

Lance

Nada é por acaso e nada passa batido na política do Vasco. Desta vez foram uma reunião convocada pelo presidente do Conselho Deliberativo do clube, Roberto Monteiro, e as medidas contra tal evento, tomadas pelo mandatário do Cruz-Maltino, Alexandre Campello. Os atos dos últimos dias esquentam os bastidores do clube às vésperas de nova reunião da Junta Deliberativa, nesta sexta-feira.

Sobre a reunião e o cancelamento, a justificativa de Campello foi a corrente pandemia de Covid-19. A Secretaria Municipal de Saúde atendeu ao pedido e vetou a realização. Mas declarações públicas duras entre os personagens da política vascaína foram marcantes nos últimos dias. Um sugerindo segundas intenções do outro.

Tal encontro, que Roberto Monteiro promete remarcar para modo virtual, teria como pauta a redação final da reforma do estatuto, já aprovada no Deliberativo, e que precisaria ser referendada pela casa. Em seguida, ela precisa ser votada na Assembleia Geral a ser convocada por Faues Mussa, presidente do órgão, para entrar em vigor.

O pano de fundo de tudo isso é o fato de as eleições do clube tenderem a ser diretas - pelo texto já aprovado - e o próximo pleito estar previsto para o fim deste ano. Oficialmente, todos no clube são favoráveis ao modo direto de escolha do próximo mandatário do Vasco.

O atual presidente, Alexandre Campello, que tem mantido silêncio público sobre a decisão de se candidatar ou não à reeleição, se manifestou no Twitter em meio à polêmica recente. Posicionou-se de forma favorável ao pleito de forma direta.

Fato é que os atores políticos do clube seguem se movimentando rumo à eleição. Seja para a definição dos últimos candidatos, seja sobre a não menos polêmica lista de sócios, que teve reinserções e exclusões de anistiados na última reunião da Junta Deliberativa do clube.

A decisão de duas semanas atrás promete repercutir também no encontro virtual dos poderes nesta sexta-feira. Estarão frente a frente - ou "lado a lado" -, separados por telas, Campello, Monteiro, Mussa e os presidentes dos outros poderes do clube: Edmilson Valentim, do Conselho Fiscal, e Silvio Godói, do Conselho de Beneméritos.