Lance Auxiliar de Abel enfatiza vontade de vencer do Palmeiras após empate: ‘Final se joga para ganhar’

Auxiliar de Abel enfatiza vontade de vencer do Palmeiras após empate: ‘Final se joga para ganhar’

João Martins analisou a igualdade sem gols como um resultado justo e afirmou que decisões como essas são decididas no detalhe

Lance
Lance

Lance

Lance

O Palmeiras empatou, sem gols, contra o São Paulo nesta quinta-feira (20) pela partida de ida da final do Paulistão 2021. Após o clássico, o auxiliar de Abel, João Martins, comentou sobre as características particulares da decisão e foi enfático ao afirmar que o Alviverde entrou para ganhar, independentemente da qualidade do adversário.

– Nas finais é isto. É jogar para ganhar. Daqui a alguns anos, ninguém quer saber como foi o jogo. O que conta é o resultado final, o que conta é isso. Os erros se pagam caro. Finais são assim. São ganhas nos detalhes. São Paulo fez exatamente igual. Fez com que o adversário não criasse com os pontos fortes. Nós e o São Paulo anulamos um bocadinho um do outro – declarou.


>> ATUAÇÕES: Gómez e Felipe Melo vão bem, e sistema defensivo do Palmeiras é destaque na final
>> Confira a tabela da Libertadores e faça sua simulação

O português também analisou a partida, citando os poucos espaços que os sistema de marcação ofereceram em campo. Ele enfatizou a força do Tricolor e relembrou que a final só será decidida após o final da segunda partida.

– O resultado foi justo. 0 a 0 foi justo. Nós não tivemos espaços, mas o adversário também não teve. Sabíamos que seria assim. Jogo das melhores equipes que fazem de tudo para ganhar. Sabemos que será luta até o fim. São as duas melhores equipes de São Paulo. Queríamos ter ganhado, mas o que importa é ganhar no final dos 180 minutos – afirmou.

Ao final, João Martins foi questionado sobre a quantidade de faltas marcadas no duelo e ponderou sobre o estilo de jogo do São Paulo, caracterizando a estratégia da equipe de Hernán Crespo como “jogo físico”.

– Se as pessoas estiveram um pouco atentas ao São Paulo dessa temporada, é esse o estilo de jogo. Não tem problemas de pressionar nossa área e, quando acontece, são jogos mais físicos e de pouco espaço. Não jogamos sozinhos – encerrou o auxiliar de Abel.

Com a final em aberto, o título do Paulistão será decidido na partida de volta, que será disputada no domingo (23) no Morumbi. Para o Palmeiras ficar com a taça precisa vencer no tempo normal ou empatar e levar a melhor nas penalidades, uma vez que não há o critério do gol qualificado.

Últimas