Lance Após conquistar a prata em Tóquio, Rayssa Leal vence prêmio internacional de valores olímpicos

Após conquistar a prata em Tóquio, Rayssa Leal vence prêmio internacional de valores olímpicos

Fadinha do Skate brasileiro celebrou mais uma conquista e disse que irá ajudar a ONG Social Skate, localizada em Poá, que atende cerca de 150 crianças e adolescentes

Lance
Lance

Lance

Lance

Após conquistar a medalha de prata nos Jogos de Tóquio no skate street feminino, Rayssa Leal celebrou mais uma conquista. A jovem atleta, de 13 anos, que encantou o Brasil com carisma, dança e muitas manobras, foi a mais votada e venceu o prêmio internacional Visa Award. A premiação é referente ao atleta que melhor representou os "valores olímpicos" na competição.

+ Confira mais notícias sobre os esportes olímpicos


Em sua página oficial no Instagram, a Fadinha do Skate comemorou ter sido a mais votada e disse que irá ajudar a ONG Social Skate, localizada em Poá, que atende cerca de 150 crianças e adolescentes. O valor da premiação é de R$ 50 mil para ajudar alguma instituição social e a jovem ficou à frente de Simone Biles na votação.

+ Melhor campanha da história! Confira as medalhas do Brasil nos Jogos Olímpicos de Tóquio

- Hoje fui reconhecida, como a Atleta que mais representou os valores Olímpicos durante os jogos! E, como prêmio, iremos ajudar a @ongsocialskate, que transforma a vida de várias crianças através do Skate!. Obrigada pelos votos galerinha! Essa conquista é nossa! Juntos somos mais fortes! - publicou a jovem em sua rede social.


Durante sua passagem por Tóquio, Rayssa demonstrou não só muito carisma, como empatia pelas adversárias. Ela torceu por cada manobra e vibrou com o desempenho de todas as atletas do Skate. Além disso, o perfil oficial dos Jogos Olímpicos de Tóquio no Twitter parabenizou a atleta mais jovem da delegação brasileira.

+ Destaques no skate, surpresas no boxe e decepções no vôlei: o balanço do Brasil nos Jogos Olímpicos

- A Visa e o COI (Comitê Olímpico Internacional) parabenizam Rayssa por mostrar ao mundo que a amizade e o espírito esportivo por seus concorrentes são mais importantes do que ganhar o ouro - publicou.

Vale lembrar que a modalidade foi uma das novidades nos jogos, e a Fadinha foi a segunda atleta a conquistar uma medalha no Skate brasileiro. Antes dela, Kelvin Hoefler já havia conquistado o segundo lugar na categoria masculina. Pedro Barros também ficou com a prata, na categoria Park.

Últimas