Lance Ao L!, Souza fala de nova fase na TV e relembra: 'Saí da favela, passei fome. Sou o improvável que virou provável'

Ao L!, Souza fala de nova fase na TV e relembra: 'Saí da favela, passei fome. Sou o improvável que virou provável'

Ex-jogador revelou que foi procurado pelo próprio Neto para ser comentarista e que não esperava ser convidado para um desafio tão grande com tão pouco tempo de aposentado

Lance
Lance

Lance

Lance

Quem olha Souza, de 42 anos, como comentarista do programa 'Os Donos da Bola', da Band, pode até achar que o ex-jogador com passagem marcante pelo São Paulo aceitou ao convite feito pelo próprio Neto, apresentador da atração, com segurança e desenvoltura para assumir a função de passar para o lado dos comunicadores e ser convidado para estrelar campanhas publicitárias.

+ Baixe agora o app LANCE RESULTADOS!

Mas antes disso tudo, até mesmo da carreira no futebol, Souza passou por muitos percalços na vida e relembrou alguns momentos da infância onde precisou morar na rua e tinha dificuldades inclusive para se alimentar.

- Eu me considero o improvável que virou provável. Eu saí da favela, passei fome, era muita dificuldade, sem apoio. Foi Deus e meus esforços. Vendo a minha trajetória, minhas conquistas e o que passei... Olho para trás e vejo que sou o improvável que deu certo. Sei que a grande maioria dos atletas tem uma história triste. Brinco que uma vez contei uma história para um carroceiro e a burra dele chorou de tão triste que foi a minha história... Dormi na rua, passei fome, por tudo o que passei.

Agora na nova função como comentaristas de jogos na Band, Souza revelou que não foi fácil deixar de ser 'vidraça' e virar 'pedra' - ou seja, deixar de atuar para fazer críticas, observações, sobre o desempenho de outros atletas. Ele contou que não esperava ser convidado para um desafio tão grande com tão pouco tempo de aposentado - ele deixou o futebol em 2020.

Souza aceitou o desafio de trabalhar ao lado de um dos âncoras mais populares e polêmicos da atualidade e destacou que Neto, que se mantém com esse diferencial polêmico, de forma ininterrupta na TV, por quase 10 anos, é totalmente diferente no trato pessoal.

Durante o papo, Souza ativou o lado comentarista para falar um pouco sobre o jogador mais visado do futebol brasileiro - Neymar, que já foi alvo de críticas no próprio programa onde ele trabalha, em opiniões de Neto.

- Quando se fala de Neymar, se fala de números e polêmicas. E isso chega ao torcedor. A imprensa cobra muito ele. Os valores que ele ganha são expostos... Mas, a gente sabe que o futebol não é individual, é coletivo. Infelizmente, algumas coisas que o Neymar faz... Ele comete muitos erros, como cometeu e vai continuar. Ninguém é perfeito. Deixaria um conselho para ele: se blinde um pouco mais das coisas. Você é um homem, tem 29 anos. Sabe o que é bom ou ruim - aconselhou.

- Mas, para a profissão dele, tem que se privar de algumas coisas, porque isso está atrapalhando ele fora de campo. Fora e dentro. Às vezes, ele toma dez porradas e não dão cartão amarelo. Ás vezes, ele faz uma falta e o juiz dá cartão porque sabe que ele vai esquentar (a cabeça). Daqui a pouco, o juiz, que estava errado, vai estar certo. Eu daria o conselho para ele é para ter tranquilidade e jogar mais coletivo para evitar pancadas - concluiu.

Últimas