Lance Ao L!, Fellype Gabriel analisa as fases de Vasco e Botafogo, e destaca: 'São clubes com tradição e história'

Ao L!, Fellype Gabriel analisa as fases de Vasco e Botafogo, e destaca: 'São clubes com tradição e história'

O ex-jogador de Vasco e Botafogo também falou sobre a aposentadoria, a vida nos Estados Unidos e a nova carreira de agenciar e intermediar atletas

Lance
Lance

Lance

Lance

Se em um passado recente Vasco e Botafogo viviam momentos de glórias, hoje a realidade é outra. Em 2011, o Cruzmaltino sagrava-se campeão da Copa do Brasil, e em 2016, o clube de General Severiano se classificava para a Taça Libertadores depois de um ano de superações. Hoje, as duas equipes disputam a quinta colocação do Campeonato Carioca e vão jogar a Série B do Brasileirão. O ex-jogador Fellype Gabriel, que atuou pelos dois times, analisou a fase dos alvinegros, em entrevista exclusiva ao LANCE!.

- São momentos diferentes (do que era no passado) infelizmente. A gente fica triste por isso, eu, principalmente, sou um cara que gosta de ver os clubes por onde passei bem. Ver o Botafogo e o Vasco nessa situação hoje é bem chato porque são clubes com torcida, tradição e história.

> Veja e compare as contratações de Vasco e Botafogo para a temporada

Fellype Gabriel também acredita que a fase do Botafogo é "um pouco mais complicada" do que a do Vasco. De acordo com ele, o Cruzmaltino está "melhor montado" e com um time "um pouco melhor estruturado" do que o Glorioso. O ex-jogador também comentou a fase financeira dos alvinegros e destacou a a importância do uso de jogadores da base nesse momento.

- A questão do Botafogo, analisando os dois clubes, eu acho que é um pouco ainda mais complicada do que o Vasco. Eu vejo o time do Vasco já melhor montado, um time um pouco melhor estruturado do que o Botafogo. A gente sabe que a questão financeira dos dois clubes é um fator que complica bastante até na contratação e de você disputar alguns atletas com outros clubes - disse Fellype Gabriel, que ainda complementou.

- Às vezes, tem um clube da Série A que não tem uma camisa tão forte como Botafogo e Vasco, mas, financeiramente, está mais bem estruturado, está mais bem organizado. Acho até que esses dois clubes vão acabar utilizando bastante a base, é algo que vai acontecer até para poder conseguir revelar jogadores e conseguir uma futura venda. Acho que a tendência vai ser essa mesmo: bastante utilização da base e tentar não errar na contratação dos jogadores que já estão formados, já são mais experientes.

> Confira a tabela do Campeonato Brasileiro Série B

Vasco e Botafogo voltam a campo para o segundo jogo da final neste sábado, às 15h05, em São Januário. Em caso de vitória do Glorioso por um gol de diferença, a decisão irá para os pênaltis, e uma vitória por dois ou mais gols de diferença garante o título da Taça Rio no tempo regulamentar. Por outro lado, o Cruzmaltino é coroado campeão com qualquer vitória ou empate.

APOSENTADORIA

Fellype Gabriel oficializou a aposentadoria dos gramados em agosto de 2020, aos 34 anos de idade. O meio-campista foi revelado pelo Flamengo e somou passagens pelo Nacional, de Portugal, Kashima Antlers, do Japão, Al Sharjah, dos Emirados Árabes Unidos, Cruzeiro, Portuguesa, Palmeiras e Boavista, além de Vasco e Botafogo.

Hoje, o ex-jogador mora em Orlando, nos Estados Unidos, onde chegou em 2018 para firmar contrato com o Orlando City. No entanto, o negócio não foi para frente por causa de uma mudança na direção do clube. Como a família já estava adaptada, ele resolveu se aposentar e começar uma nova carreira: agenciar e intermediar atletas.

- Eu queria muito fazer a gestão no futebol, é uma coisa que eu gosto bastante, só que como os Estados Unidos ainda é um mercado bem restrito - está crescendo muito, mas ainda é um pouco restrito -, achei que essa questão do empresariado, de agenciar o atleta e fazer intermediação daria certo.

- Então, tomei a decisão, montei a minha empresa, a FG Soccer. Eu estou gostando dessa nova fase, é um momento diferente e conhecendo bastante o mercado americano, que está crescendo muito, a MLS (Major League Soccer, principal liga de futebol dos Estados Unidos), nos últimos anos, vem crescendo bastante, tem Copa do Mundo em 2026 também. Sem dúvida nenhuma o mercado vai estar ainda mais aquecido aqui.

> Nova camisa lançada! Relembre os últimos uniformes II do Botafogo

Os amigos, no entanto, achavam que Fellype seguiria a vida como treinador de futebol. Ele explica que, dentro de campo, sempre foi um jogador que passava instruções e conversava com os atletas mais jovens até mesmo fora de campo.

- Todo mundo achava que eu seria treinador, porque eu sempre fui um cara que, dentro do campo, orientei muito, tinha boas ideias e conversava muito com os atletas até mesmo fora de campo, com os jogadores mais novos. Só que eu confesso que nunca me vi como treinador, eu gostava mais dessa parte mais administrativa.

> Veja os jogadores que mais deram assistência aos gols de Cano pelo Vasco

CRESCIMENTO DO FUTEBOL NOS ESTADOS UNIDOS

Os time da Major League Soccer, a principal liga de futebol dos Estados Unidos, começou a contratar mais jogadores brasileiros, como por exemplo Talles Magno, ex-Vasco, Caio Alexandre, ex-Botafogo, Brenner, ex-São Paulo, Alexandre Pato, Júnior Urso e etc. Ao L!, Fellype Gabriel explicou que isso faz parte de uma mudança que ocorre no mercado da MLS.

- Eles começaram a ver o mercado brasileiro também, já viam com bons olhos, mas não tinha tantos e de trazer jogadores com uma idade boa, justamente pensando em futuras vendas, no crescimento do futebol, mas também como negócio. Então, eu acho que eles mudaram bastante a mentalidade de trazer só jogador experiente para cá.

- Nos últimos anos, o futebol é o esporte que mais cresce até do que o basquete. O basquete continua sendo o basquete, o futebol americano continua sendo o futebol americano. Porém, o futebol (da bola redonda) é o que mais cresce aqui nos Estados Unidos, a quantidade de torneio, de academias que estão abrindo aqui é impressionante.

Últimas