Lance ANÁLISE: Palmeiras não sente ‘ressaca’ pós-título, e dúvidas do elenco correspondem contra o Cuiabá

ANÁLISE: Palmeiras não sente ‘ressaca’ pós-título, e dúvidas do elenco correspondem contra o Cuiabá

Verdão teve amplo volume ofensivo e jogadores com pouco espaço na temporada convenceram contra o Dourado

Lance
Lance

Lance

Lance

O principal receio com um time recém-campeão é sobre o comportamento no restante da temporada. Embora o empate por 1 a 1 com o Cuiabá não anime o palmeirense, o torcedor tem motivos para enxergar o copo meio cheio, tendo em vista a postura ofensiva do Palmeiras na Arena Pantanal e a atuação convincente de alguns jogadores questionados.

+ Relembre a invencibilidade do Palmeiras fora de casa no Brasileirão

Abel Ferreira preservou Piquerez e Endrick, e colocou Vanderlan e Flaco López nas respectivas vagas. No meio-campo, Bruno Tabata ocupou o lugar de Scarpa. Do trio, apenas o lateral-esquerdo deixou a desejar, falhando no gol de Jonathan Cafu e contribuindo pouco ofensivamente.

Tabata não foi capaz de replicar o mesmo poder criativo do camisa 14, mas mostrou entrega dentro de campo e, caindo pela direita, desenvolveu parceria de sucesso com Dudu. O camisa 7 foi a principal arma ofensiva da equipe, desequilibrando nas jogadas individuais, mas pecando na conclusão das jogadas.

Mesmo sofrendo um gol aos cinco minutos, com falhas em todo o sistema defensivo, o Verdão não tirou o pé do acelerador e empilhou chances contra o Dourado. Segundo o Footstats, foram 27 finalizações contra a meta de Walter, que fez um de seus melhores jogos na carreira. O goleiro do Cuiabá fez ao menos quatro milagres, evitando uma goleada palmeirense.

+ Veja tabela e simule a reta final do Campeonato Brasileiro

Persistente e paciente, o Palmeiras não se afobou quando a invencibilidade fora de casa no Brasileirão estava próxima de acabar, mas cedeu espaço no contra-ataque para o Dourado, que não soube aproveitar.

Ao longo do segundo tempo, Abel Ferreira colocou Jorge, Gabriel Menino, Breno Lopes, Rafael Navarro e Merentiel, todos contestados pelo desempenho aquém do esperado no ano, e o quinteto melhorou a dinâmica da equipe nos 20 minutos finais.

Foi na bola parada de Menino que Flaco López conseguiu superar Walter e colocar merecidamente o empate no placar. O Verdão até ensaiou uma blitz nos minutos finais, mas o Cuiabá estava empenhado em não perder pontos na luta contra o rebaixamento, e segurou os campeões.

O Palmeiras deu mais uma demonstração que não está satisfeito apenas com o título brasileiro e quer bater mais marcas para colocar a cereja na temporada do clube. Resultado à parte, o torcedor deve se alegrar ao ver que mesmo com a temporada no fim, não falta entrega e disposição para os jogadores, especialmente os que deixaram a desejar no ano.

Últimas