Lance Abel Ferreira pede desculpas após se exaltar com arbitragem: 'Não fui à altura de um treinador do Palmeiras'

Abel Ferreira pede desculpas após se exaltar com arbitragem: 'Não fui à altura de um treinador do Palmeiras'

Treinador português abriu sua entrevista coletiva se desculpando pelo comportamento explosivo no empate diante do São Paulo

Lance
Lance

Lance

Lance

A arbitragem de Leandro Vuaden foi o foco das discussões durante e após o clássico entre Palmeiras e São Paulo. Abel Ferreira, técnico alviverde, abriu sua entrevista coletiva se desculpando por ter se exaltado com os juízes enquanto a bola rolava.

>> Confira a classificação atualizada do Brasileirão e faça sua simulação
>> ATUAÇÕES: Rony marca no fim e garante empate ao Palmeiras no clássico

– Não me senti bem comigo mesmo. Sou ser humano e cometo meus erros. Hoje não tive comportamento à altura de um treinador do Palmeiras, que é estar no banco tranquilo, independentemente do que acontecer dentro de campo – afirmou o comandante palmeirense.

– Sei que o futebol é muito emocional, mas peço desculpas pelo meu comportamento, não importa se tenho razão ou não. No futuro, tentarei ter mais responsabilidade – completou.

Vuaden e o VAR não assinalaram um possível pênalti de Bruno Alves em Luiz Adriano no primeiro tempo, mas marcaram a bola na mão de Mayke no segundo. Abel disse que o árbitro estava estragando o jogo e foi punido com o terceiro cartão amarelo, que o torna desfalque para o duelo diante do Atlético Goianiense na próxima segunda-feira (22).

Últimas