Jogada 10 Tiquinho confia em recomeço no Botafogo após ir do brilho à frustração

Tiquinho confia em recomeço no Botafogo após ir do brilho à frustração

Melhor jogador do Brasileirão no primeiro turno, Tiquinho caiu de rendimento após lesão e recarregou as energias com a família

Jogada 10
Foto: Arquivo Pessoal

Foto: Arquivo Pessoal

Jogada 10

O ano de 2023 tinha tudo para ser o melhor da carreira de Tiquinho Soares. Em número de gols, até foi com sobras, aliás. No entanto, após a queda de rendimento dele e do Botafogo no segundo turno do Brasileirão, sobrou o gosto amargo da perda do título e da artilharia da competição. Para esta próxima temporada, o atacante confia no recomeço com a camisa alvinegra.

Durante as férias, Tiquinho recarregou as energias com a família e foi recebido com muito carinho. Passou pelas praias de Conde, na Paraíba, depois por Natal, onde morou com seus pais, e encerrou em Sousa, sua cidade natal, no sertão paraibano. Um problema de saúde de seu pai, inclusive, foi um dos motivos para derrubá-lo mentalmente nos últimos meses. Mas a situação está controlada.

E MAIS: Com Tiquinho e cia, Botafogo tem ano histórico em gols

Na virada do ano, o centroavante fez um post de reconhecimento ao que 2023 lhe trouxe. Afinal, tornou-se ídolo da torcida do Botafogo e balançou as redes 29 vezes (No Porto, em 2018/2019, marcou 22 gols, seu antigo recorde). E mostrou ter altas expectativas para escrever uma nova página com a equipe, que volta disputar a Libertadores depois de seis edições.

“Grato a Deus por tudo, um ano de muito aprendizado! Sei que o Melhor está por vir  Sigo firme e forte!”, escreveu na legenda de um vídeo com parte de seus gols na temporada.

Todos os comentários da postagem são bastante positivos e o tratam como “craque” e “artilheiro”. Ou seja, o jejum de gols da reta final parece ter sido deixado para trás. Paulinho, do Atlético-MG, terminou com 20, três à frente de Tiquinho.

Outra questão que atrapalhou a sequência do camisa 9 foi uma lesão no joelho. Foram cinco semanas de recuperação e um retorno um pouco apressado pela necessidade. Ainda que não tenha tido nenhuma consequência, Tiquinho não mostrou a mesma desenvoltura a partir de então e chegou até a ser barrado por Diego Costa, em jogo que provocou a demissão de Bruno Lage.

O centroavante se reapresenta com o grupo neste domingo, no CT Espaço Lonier, e deve estrear entre a terceira e quarta rodada do Carioca, junto com o time principal, comandado pelo técnico Tiago Nunes.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Últimas