Logo R7.com
Logo do PlayPlus
BRASILEIRO 2022
Publicidade

Zagueiro italiano é condenado a 5 anos de prisão por associação com a máfia e fraude esportiva

Armando Izzo, do Monza, participou de esquema de manipulação de resultados na 2ª divisão da Itália, na temporada 2013/14

Futebol|Do R7


Armando Izzo está emprestado pelo Torino ao Monza
Armando Izzo está emprestado pelo Torino ao Monza

Armando Izzo, zagueiro do Monza-ITA e com passagem pela seleção italiana, foi condenado a cinco anos de prisão pelo Tribunal de Nápoles. Os motivos por trás da condenação do defensor são, além de fraude esportiva, associação com a máfia italiana, a Camorra. O grupo é conhecido também como a máfia siciliana, uma das mais famosas de toda Europa, com atuação registrada em outros países como França, Holanda, Romênia, Reino Unido, Marrocos e Suíça. 

A defesa do jogador entrou com recurso contra a condenação. As informações são do jornal italiano Gazzetta dello Sport. Além do Monza, o zagueiro tem passagens por Triestiona, Genoa e Nápoli, mas foi no Torino em que o defensor atingiu o ápice da carreira, quando foi convocado pela primeira vez para a seleção italiana, pelo técnico Roberto Mancini.

· Compartilhe esta notícia no Whatsapp

· Compartilhe esta notícia no Telegram

Publicidade

Aos 31 anos, Izzo disputou 25 partidas pelo Monza, time de Silvio Berlusconi, tendo inclusive marcado um gol na atual temporada. Os esquemas de manipulação de resultados pelos quais o zagueiro foi condenado são relativos a temporada 2013/14, na segunda divisão do futebol da Itália. Na época, o defensor vestia as cores do Avellino naquela época. 

Acontece lá, acontece aqui

Os casos de manipulação de resultados não são exclusividade dos europeus. No último mês, o Ministério Público de Goiás deflagrou a Operação Penalidade Máxima II, que investiga a atuação de uma organização criminosa na manipulação de resultados de jogos de futebol, inclusive da Série A do Brasileirão.

Publicidade

Ao todo, nove jogadores são investigados por suposta participação, mas seis já tiveram a identidade revelada: Igor Cariús (Sport-PE), Moraes (Atlético-GO), Gabriel Tota (Ypiranga-RS) Victor Ramos (Chapecoense), Eduardo Bauermann (Santos) e Kevin Lomónaco (RB Bragantino).

A polícia cumpriu mandados de busca e apreensão na casa dos atletas envolvidos e colheu depoimento dos jogadores. 

Publicidade

Conheça a jornalista ameaçada de estupro após pergunta sobre Vini Jr.

" gallery_id="6453bb801df97b2fb8001061" url_iframe_gallery="esportes.r7.com/futebol/zagueiro-italiano-e-condenado-a-5-anos-de-prisao-por-associacao-com-a-mafia-e-fraude-esportiva-04052023"]

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.