Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Vini Jr. dá invertida em repórter que sugeriu que brasileiro tinha que pedir desculpas: 'Você é burro?'

Atacante do Madrid foi vítima de racismo por parte dos torcedores do Valencia, e jornalista questionou a atitude que seria tomada

Futebol|Do R7

Vinícius Junior fez o número '2' com a mão, em referência à luta do Valencia contra o rebaixamento e a segunda divisão
Vinícius Junior fez o número '2' com a mão, em referência à luta do Valencia contra o rebaixamento e a segunda divisão Vinícius Junior fez o número '2' com a mão, em referência à luta do Valencia contra o rebaixamento e a segunda divisão

Após ter sofrido racismo pela torcida do Valencia no jogo contra o Real Madrid, pelo Campeonato Espanhol, e ter sido expulso por uma suposta agressão aos jogadores adversários, Vinícius Júnior caminhava para o ônibus do clube merengue quando foi abordado por um jornalista. Perto da saída do estádio de Mestalla, o repórter perguntou se o brasileiro pediria desculpa à torcida que o ofendeu.

O principal jogador do Madrid distribuía autógrafos, e o repórter o questionou: "Vai pedir perdão pelo gesto?". O profissional se referia à provocação de Vinícius Jr., depois de ter recebido xingamentos racistas, sobre a luta do Valencia contra o rebaixamento.

 Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp

· Compartilhe esta notícia pelo Telegram

Publicidade

Sem se calar perante a violência que sofreu, o brasileiro encarou o jornalista e, com um sorriso irônico, disparou: "Quê? Você é burro? Você é burro?".

O jogador voltou a atender os fãs que aguardavam para receber fotos e autógrafos. Ele continuou a receber perguntas sobre racismo, mas ignorou os outros profissionais da imprensa e não respondeu às perguntas.

Publicidade

O caso

Durante o segundo tempo do jogo entre o Valencia e o Real Madrid, a torcida presente ao estádio de Mestalla começou a dirigir xingamentos racistas a Vinícius Júnior. O jogador brasileiro identificou alguns criminosos e sinalizou para o árbitro da partida, Ricardo de Burgos Bengoetxea. O juiz não paralisou a disputa nem puniu os torcedores.

Após a partida ter sido interrompida por cerca de oito minutos, os racistas voltaram a agredir o atacante merengue e o xingaram de "macaco". Segundo o goleiro Courtois, os ataques aconteciam desde o primeiro tempo.

Publicidade

Nos acréscimos do segundo tempo, o brasileiro foi expulso após o juiz ter dito que ele havia agredido os jogadores adversários. Vinícius Jr. saiu aplaudindo a atitude do árbitro e, poucos minutos depois, chorou. Nas redes sociais, ele se pronunciou pela primeira vez sobre as agressões: "Eu sou forte e vou até o fim contra os racistas. Mesmo que longe daqui", escreveu.

Jornais esportivos na Espanha culpam Vinícius Jr. por caso de racismo

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.