Logo R7.com
Logo do PlayPlus
BRASILEIRO 2022
Publicidade

Valdívia aproxima torcedores de Colo-Colo e Palmeiras em São Paulo

Meia é idolatrado pela torcida da equipe chilena e motiva a simpatia e o bom relacionamento com os palmeirenses, onde Valdívia teve passagem marcante

Futebol|Cesar Sacheto, do R7


Valdivia pisou pela 1ª vez no Allianz Parque como adversário do Palmeiras
Valdivia pisou pela 1ª vez no Allianz Parque como adversário do Palmeiras

O meia Jorge Valdívia pode ter sido vaiado pelos palmeirenses durante o encontro o Colo-Colo e o Palmeiras, seu ex-clube, nesta quarta-feira (3), pelas quartas de final da Copa Libertadores, mas a idolatria dos chilenos pelo Mago é tamanha que gera simpatia pela equipe alviverde alviverde e sua torcida.

Reunido nas proximidades da entrada de visitantes do estádio Allianz Parque, um grupo de amigos — vindo de Santiago — aguarda com tranquilidade o momento de subir para as arquibancadas. São jovens com idades entre 22 e 26 anos que viajam juntos para acompanhar o time de coração pelo Chile e países da América do Sul.

Veja mais: Torcedores do Palmeiras vaiam Valdivia no reencontro com o Mago

Todos chegaram a São Paulo na manhã do jogo e demonstravam confiança no talento do camisa 10. "Vai ser 2 a 0 e o Colo-Colo se classifica nos pênaltis. Confiamos em Valdívia", projetou Leonel, que também destacou outro ex-palmeirense como ídolo, mas uma estrela de brilho não tão intenso para eles: o atacante Lucas Barrios.

Publicidade
Chilenos gostam do Palmeiras por causa de Valdívia
Chilenos gostam do Palmeiras por causa de Valdívia

O carinho dos torcedores Mago é explicado pela relação do jogador com o time. O craque iniciou a carreira nas categorias de base do Colo-Colo e sempre declarou amor ao clube. "Valdívia se criou no Colo-Colo. Está lá desde criança. Também joga muito bem, tem um futebol muito bonito", diz Leonel.

Torcidas amigas

Publicidade

O respeito dos chilenos pelos palmeirenses era evidente nas palavras dos torcedores do Colo-Colo. Eles estavam visivelmente descontraídos nas cercanias do Allianz Parque, o oposto vivenciado pelos amigos há algumas semanas, também em São Paulo, quando acompanharam a classificação da equipe sobre o Corinthians.

"A torcida do Palmeiras é pacífica. Com o Corinthians, o ambiente é tenso. (Na Arena Corinthians) Queriam brigar com a gente. Não podíamos caminhar perto do estádio. Os palmeirenses são muito amigáveis", contou Alejandro, de 25 anos.

Palmeirenses agredidas no metrô vão ao jogo da Copa Libertadores:

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.